Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/03/13 às 15h19 - Atualizado em 30/10/18 às 14h58

Hran recebe 122 residentes

Profissionais vão trabalhar no ambulatório e emergência

 

Nesta terça-feira (12), o Hospital Regional da Asa Norte recebeu 122 residentes, sendo 98 médicos, 12 enfermeiros e 12 nutricionistas. O coordenador-geral de Saúde da Asa Norte, Paulo Feitosa, deu as boas vindas aos profissionais de saúde e falou sobre a importância da residência. “Essa é uma fase extremamente importante na vida de cada um, é uma fase de especialização, aprendizado, um estágio de amadurecimento. Trata-se de um aperfeiçoamento ímpar e necessário para a comunidade que espera a assistência desse profissional”, comentou. O coordenador também orientou os residentes a terem foco na humanização. “Nós assistimos ao nosso semelhante. Cada atendimento que realizamos é um ato de ajuda, um ato fraterno”, afirmou. 

Os residentes chegaram para completar o quadro de residência da Regional de Saúde da Asa Norte e, dependendo da área de atuação, os profissionais permanecerão entre dois anos e três anos. A carga horária é de 60 horas por semana, com um dia de folga e 30 dias de férias ininterruptas. Os residentes serão supervisionados por cada programa de residência médica. A cada ano, novos residentes são recebidos na regional. 

Os médicos atuarão na Pediatria, Clínica Médica, Anestesia, Cirurgia Geral, Ginecologia, Obstetrícia, Urologia e Pneumologia. Na área de nutrição, os profissionais serão direcionados a ambulatórios como o de diabetes, cirurgia bariátrica, além da complementação em centros de saúde. Na Internação, os nutricionistas também trabalharão em clínicas como Clínica Médica, Unidade de Terapia Intensiva, Unidade de Queimados, Cirurgia Geral, pronto-socorro e Pediatria. Na nutrição, haverá uma rotatividade de profissionais entre essas áreas, pois permanecerão por dois anos na Regional. Quanto à enfermagem, as unidades a receberem os novos profissionais são Clínica Médica, Clínica Cirúrgica, Unidade de Queimados, Obstetrícia, Emergência. A carga horária também é de 60 horas semanais. 

O diretor do HRAN, Valdir Nunes de Sousa, se colocou à disposição dos novos profissionais de saúde. Em seu discurso, o diretor destacou a relevância do profissional de saúde em saber ouvir o paciente. “Há situações em que o paciente precisa de alguém para acolhê-lo e, muitas vezes, não temos tempo para ouvir as pessoas. Precisamos saber ouvir os pacientes e dedicar tempo a eles. Isso é fundamental para estabelecer um vínculo com quem busca nosso atendimento”, concluiu.  

Patrícia Kavamoto