Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/09/21 às 12h50 - Atualizado em 4/09/21 às 13h02

Hran recebe brigadista queimado na Serra da Canastra (MG)

Ele teve 20% do corpo queimado enquanto trabalhava para conter as chamas que avançavam na área do parque nacional

 

JOHNNY BRAGA I EDIÇÃO: JOSÉ CARLOS BARROSO I DA AGÊNCIA SAÚDE-DF

 

O Hospital Regional da Asa Norte (Hran) recebeu, por volta das 3h deste sábado (4), um brigadista que se queimou enquanto trabalhava para conter um incêndio que atingiu uma área do Parque Nacional da Serra da Canastra, em Minas Gerais. O profissional foi recebido pela equipe que atua no Hran – hospital referência no atendimento a queimados – e encontra-se internado recebendo os cuidados necessários para o quadro clínico.

 

Paciente chegou por volta de 3h, neste sábado (4),  no Hospital Regional da Asa Norte – Foto: Divulgação/SES-DF

D.N.D. é brigadista e atuou com os colegas e voluntários no combate ao incêndio que atingiu a Serra da Canastra na área correspondente à cidade de São Roque, um dos três municípios de Minas Gerais em que o parque está situado. Ele estava em uma área de depressão/ravina quando foi atingido fortemente pelas chamas e teve 20% do corpo queimado.

 

As queimaduras de segundo grau atingiram profundamente as pernas e causaram lesões no braço e lesões pontuais no abdômen, tórax e face. “O paciente foi admitido pela equipe de queimados do Hran que está sempre a postos e funciona 24h por dia para atender casos como esses”, afirma o superintendente da Região de Saúde Central, Pedro Zancanaro.

 

Após avaliação da equipe do Hran, constatou-se a necessidade de cirurgia ou enxerto. O procedimento cirúrgico ocorrerá ainda neste sábado.

 

Ida para Brasília

 

Foto: Divulgação/SES-DF

Assim que o D. saiu do local onde ocorreu o acidente, o Chefe do Parque, que estava presente, o conduziu imediatamente ao hospital de São Roque de Minas onde recebeu o primeiro atendimento. Devido a gravidade do caso, foi solicitada remoção para uma unidade hospitalar com recursos para atendimento a queimados. Como a unidade mais próxima não pôde recebê-lo, o Hran se tornou uma opção.

 

Feito contato com a equipe da Unidade de Queimados, a vaga foi disponibilizada e D. encaminhado ao Distrito Federal. O avião chegou em Brasília na madrugada deste sábado e rapidamente foi conduzido pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital Regional da Asa Norte.

 

Paciente foi conduzido ao Hran pelo Corpo de Bombeiros – Foto: Divulgação/SES-DF

 

Referência

 

O Hran é referência no atendimento a queimaduras no Distrito Federal e na região Centro-Oeste do Brasil. Mesmo com a pandemia de covid-19, a Unidade de Queimados continuou funcionando normalmente prestando esse tipo de atendimento. Somente em 2020, foram realizados mais de 20 mil procedimentos em pacientes com queimaduras e mais de 10 mil no primeiro semestre de 2021, sendo mais de 2,5 mil cirurgias.

 

Entre maio e junho deste ano, a unidade foi responsável por fazer um transplante de pele em um menino de 3 anos morador do município goiano de Flores, que fica a 240 km de Brasília. Ele sofreu um acidente doméstico e teve 40% do corpo queimado por líquido inflamável – álcool 70% manuseado de forma inadequada. Ele deu entrada no Hran no dia 30 de maio e se tornou o paciente mais jovem a realizar o procedimento no hospital.

 

O Hospital Regional da Asa Norte é o único que faz transplante de pele e já fez 10 procedimentos do tipo em 2019, 2 em 2020 e outros dois neste ano. A unidade conta com equipe multiprofissional formada por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais, nutricionistas e farmácia clínica para oferecer um tratamento integral aos pacientes.

 

A emergência do hospital funciona 24 horas, todos os dias da semana. Além disso, o ambulatório funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h, em que são realizadas trocas de curativos e acompanhamento de pacientes com queimaduras menos graves.