Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/07/20 às 16h56 - Atualizado em 16/07/20 às 17h59

HRL faz primeira cirurgia endoscópica de coluna vertebral da rede pública do DF

COMPARTILHAR

Procedimento inovador é minimamente invasivo e mais seguro para o paciente

 

LEANDRO CIPRIANO, DA AGÊNCIA SAÚDE

 

A equipe do centro cirúrgico do Hospital da Região Leste (HRL), no Paranoá, realizou, nesta quinta-feira (16), a primeira cirurgia endoscópica de coluna vertebral da rede pública de saúde do Distrito Federal. A técnica trazida da Coreia do Sul utiliza monitores de alta resolução para visualizar o local exato da doença. No caso da paciente, era uma cirurgia de urgência para retirar uma hérnia de disco. Ela recupera-se bem e já terá alta nesta semana.

 

Responsável pelo procedimento piloto bem-sucedido, o médico ortopedista especialista em cirurgia da coluna, Breno Frota, precisou fazer uma sub-especialização de um ano em Seul, capital da Coreia do Sul. Os estudos abrangeram a área de cirurgia minimamente invasiva, com foco em endoscopia de coluna. Ao voltar do país asiático, ele mostrou os benefícios que essa prática poderia trazer aos pacientes do HRL.

 

Hospital da Região Leste é referência em cirurgia de coluna na rede pública do DF – Foto: Divulgação/Agência Saúde DF

 

“Em comparação com o procedimento tradicional, essa técnica consegue ser mais rápida, com menos sangramento, menos chance de dano tecidual e menos infecção, reduzindo os riscos para o paciente. É uma cirurgia com mínima invasão e mínima agressividade”, afirmou o ortopedista.

 

De acordo com o especialista, o procedimento tradicional exige um corte de 3 a 5 centímetros na pele do paciente. Contudo, a técnica trazida por ele permite uma incisão de apenas 0,8 centímetros, reduzindo as lesões na pele.

 

“Pela abertura da incisão usamos um sistema de dilatadores para colocar uma cânula (tubo) de trabalho. Através dela é colocado o aparelho de endoscopia, conectado a uma câmera de vídeo e fonte de luz, permitindo visualização da cirurgia através do monitor. Com isso, foi possível tirar o fragmento de disco que causava a dor lombar na paciente e afetava seu quadro físico”, explicou Breno Frota.

 

Foto: Divulgação/Agência Saúde DF

 

Conforme a análise do especialista, assim que a paciente terminar o repouso, fizer a fisioterapia e seguir todas as recomendações médicas pós operatórias, estará curada.

 

ROTINEIRA – Por ser um procedimento piloto, o ortopedista utilizou os próprios materiais, que compõem seu kit de endoscopia. Contudo, o objetivo da Secretaria de Saúde é estruturar o serviço de forma a tornar rotineira no HRL a cirurgia endoscópica de coluna vertebral.

 

“A Secretaria de Saúde vem trabalhando nos processos de compra de todo o material necessário. Além disso, a região vem atuando para fortalecer o serviço de maneira que funcione todos os dias da semana”, garantiu a superintendente da Região de Saúde Leste, Raquel Bevilaqua.

 

Segundo o diretor do hospital, João Meneses, o primeiro passo para isso será o treinamento dos profissionais do centro cirúrgico do HRL com o médico que se especializou na Coreia do Sul, até que os materiais sejam adquiridos pela pasta.

 

“O HRL já é uma referência em coluna para o DF inteiro. Queremos garantir mais esse atendimento de ponta, por isso fizemos o procedimento piloto. Mas a ideia é que ele continue, para trazer mais conforto e segurança ao paciente”, ressaltou.

 

EDIÇÃO: JOHNNY BRAGA

REVISÃO: JULIANA SAMPAIO

Leia também...