Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/11/13 às 12h27 - Atualizado em 30/10/18 às 15h09

HRT adota nova técnica para diagnóstico de doenças mamárias

COMPARTILHAR

Agulhamento guiado localiza lesões não palpáveis

As pacientes do Hospital Regional de Taguatinga (HRT) contam com mais um aliado para o tratamento de doenças mamárias: a localização de lesões com agulhamento guiado por Estereotaxia e Ecografia.

Na última quarta-feira (13) o médico mastologista, Bruno Leonardo, realizou os seis primeiros procedimentos de agulhamento, inéditos no HRT. É um procedimento invasivo, com anestesia no trajeto da agulha, que demarca precisamente o local da mama a ser operado, ou seja, localiza as lesões não palpáveis suspeitas.

Dona Maria de Fátima foi a primeira a receber o atendimento e ficou satisfeita com o resultado. “Não senti quase nada e agora estou ansiosa para minha cirurgia”, disse. Segundo o doutor Bruno Leonardo o agulhamento só pode ser feito em pacientes com cirurgia marcada para até 24 horas após a realização do procedimento. “As pacientes fazem o procedimento sempre um dia antes ou no mesmo dia da cirurgia, pois o fio que é introduzido pode se deslocar”, revelou.

O coordenador geral da regional de saúde de Taguatinga, Otávio Augusto, também explicou a importância desse atendimento na rede pública. “Muitas microcalsificações não são diagnosticadas na ecografia, e a localização por agulhamento vai no lugar imperceptível, exato, proporcionando que o tratamento seja mais rápido”, disse.

O HRT vai receber as demandas de toda a rede, com agendamento na secretaria da Ginecologia no 3º andar.

Por Luana Lemes, da Agência Saúde DF
Atendimento à Imprensa
(61) 3348-2547/2539 e 9862-9226