Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/11/13 às 12h27 - Atualizado em 30/10/18 às 15h09

HRT adota nova técnica para diagnóstico de doenças mamárias

Agulhamento guiado localiza lesões não palpáveis

As pacientes do Hospital Regional de Taguatinga (HRT) contam com mais um aliado para o tratamento de doenças mamárias: a localização de lesões com agulhamento guiado por Estereotaxia e Ecografia.

Na última quarta-feira (13) o médico mastologista, Bruno Leonardo, realizou os seis primeiros procedimentos de agulhamento, inéditos no HRT. É um procedimento invasivo, com anestesia no trajeto da agulha, que demarca precisamente o local da mama a ser operado, ou seja, localiza as lesões não palpáveis suspeitas.

Dona Maria de Fátima foi a primeira a receber o atendimento e ficou satisfeita com o resultado. “Não senti quase nada e agora estou ansiosa para minha cirurgia”, disse. Segundo o doutor Bruno Leonardo o agulhamento só pode ser feito em pacientes com cirurgia marcada para até 24 horas após a realização do procedimento. “As pacientes fazem o procedimento sempre um dia antes ou no mesmo dia da cirurgia, pois o fio que é introduzido pode se deslocar”, revelou.

O coordenador geral da regional de saúde de Taguatinga, Otávio Augusto, também explicou a importância desse atendimento na rede pública. “Muitas microcalsificações não são diagnosticadas na ecografia, e a localização por agulhamento vai no lugar imperceptível, exato, proporcionando que o tratamento seja mais rápido”, disse.

O HRT vai receber as demandas de toda a rede, com agendamento na secretaria da Ginecologia no 3º andar.

Por Luana Lemes, da Agência Saúde DF
Atendimento à Imprensa
(61) 3348-2547/2539 e 9862-9226