Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/06/18 às 9h28 - Atualizado em 30/10/18 às 14h58

HRT substitui caldeiras por aquecedores elétricos

Equipamentos aquecerão água utilizada em todos os setores do hospital. Foto: Breno Esaki, da Agência Saúde

 

O Hospital Regional de Taguatinga (HRT) desligou, definitivamente, as caldeiras da unidade e as substituiu por quatro aquecedores elétricos, que irão esquentar toda água a ser utilizada no hospital.

 

As caldeiras eram usadas para aquecer a água utilizada na lavanderia, banho de pacientes e também para vapor na lavanderia. Agora, com os novos equipamentos, isso será feito de forma mais eficiente e benéfica ao meio ambiente.

 

“Não haverá mais emissão de fumaça e teremos economia de recursos porque a queima de óleo diesel, usado nas caldeiras, é mais cara do que o consumo de energia elétrica”, explicou o diretor administrativo da Região de Saúde Sudoeste, que engloba Taguatinga, Samambaia, Vicente Pires, Águas Claras e Recanto das Emas, Paulo Henrique Horovits.

 

INVESTIMENTO – O diretor destaca que, apesar de a troca ter sido iniciada em abril, quando a empresa responsável fez a instalação dos dois aquecedores, a manutenção predial do hospital teve de adequar toda a rede hidráulica da unidade para concluir o serviço agora em junho.

 

O investimento para a troca e instalação dos equipamentos foi de, aproximadamente, R$ 120 mil, verba proveniente de contrapartida da Universidade Católica de Brasília (UCB), já que a unidade recebe estudantes de diversas áreas.

 

Esse é o sexto hospital da rede pública do Distrito Federal contemplado com a troca dos equipamentos com o objetivo de desativar as caldeiras movidas a diesel.

 

Novos aquecedores elétricos à esquerda e caldeiras antigas à direita – Foto: Breno Esaki, da Agência Saúde

 

OUTRAS UNIDADES – A Secretaria de Saúde já desativou as caldeiras dos hospitais de Sobradinho, Asa Norte, Ceilândia, Brazlândia e Materno Infantil de Brasília.

 

As caldeiras restantes, dos hospitais do Gama, Planaltina, Região Leste (antigo Paranoá) e Santa Maria, também deverão ser substituídas por equipamentos elétricos.

 

A licitação para reforçar a capacidade energética das subestações dessas unidades, que também contarão com sistema elétrico para aquecimento de água, está em fase de projeto.

 

TEXTO: Leandro Cipriano, da Agência Saúde

 

HRT substitui caldeiras por aquecedores elétricos