Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/03/19 às 17h05 - Atualizado em 28/03/19 às 17h05

Iges define organograma

COMPARTILHAR

Estrutura organizacional foi construída para atender expansão do novo modelo de gestão

 

Com diretorias para cuidar especificamente das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e dos dois hospitais, Base (HB) e Santa Maria (HRSM), foi criado o organograma do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges DF). Nesta quinta-feira (28), a estrutura foi apresentada para diretores, superintendes, gerentes e demais gestores do Iges.

 

“O instituto cresceu. Temos seis UPAs e dois hospitais. Estamos fazendo um redesenho da Saúde no DF. Acredito que podemos melhorar nossos serviços começando com o tratamento humanizado, por isso, precisamos enxergar as pessoas e tratá-las com dignidade. Trabalhamos em um grande plano de saúde chamado SUS”, enalteceu o presidente do Iges, Francisco Araújo, ao lado da vice-presidente, Janaína Miranda.

 

O organograma é composto pelos conselhos Fiscal e de Administração.  Além disso, a estrutura conta com Diretoria Executiva, responsável pela gestão do Iges e pelos cargos de diretor-presidente, diretor vice-presidente, diretor de Atenção Hospitalar, diretor de Atenção Pré-hospitalar Fixa, diretor de Ensino e Pesquisa e diretor de Apoio Operacional. As diretorias contam com superintendentes e gerentes para cuidar das mais diversas áreas.

 

Ligados ao Gabinete do diretor-presidente, estão as assessorias: Júridica, Compliance, Relações Institucionais, Comunicação e Ouvidoria. Ligadas à vice-presidência estão as gerências: Processos e Projetos, Estratégia e Inovação em Práticas e Acompanhamento de Resultados.

 

“Foi criada a Diretoria de Atenção Hospitalar, que vai fazer a gestão dos hospitais de Santa Maria e Base. Os dois hospitais também contarão com um superintendente, cada”, explicou o diretor de Atenção Hospitalar, Júlio César Ferreira.

 

Segundo ele, as diretorias de Apoio Operacional e de Ensino e Pesquisa trabalharão de forma matricial, ou seja, prestarão suporte a todas as unidades geridas pelo Iges. Já a Diretoria de Atenção Pré-hospitalar Fixa assumirá as seis UPAs do DF.

 

ENTENDA – O Instituto Hospital de Base (IHBDF) foi criado pela Lei 5.899 de 03/07/2017 e iniciou as atividades em 12 de janeiro de 2018. São 14 meses de funcionamento. O Instituto de Gestão Estratégica do Distrito Federal (Iges) é resultado da ampliação e aprimoramento do modelo do antigo IHB.

 

A mudança permitiu ao instituto uma gestão moderna, baseada em resultados, com metas e indicadores de qualidade, que permitem manter o abastecimento de insumos, a manutenção de equipamentos, além da reposição rápida da força de trabalho necessária ao funcionamento do maior hospital do DF.

 

Em razão dos resultados positivos e da possibilidade de implementar melhorias, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, enviou à Câmara Legislativa do Distrito Federal o projeto de lei Nº 1/2019, votado e aprovado em 24 de janeiro de 2019 para contemplar mais estruturas.

 

O texto, sancionado na Lei Nº 6.270, de 30 de janeiro de 2019, ampliou o modelo IHB para o Hospital Regional de Santa Maria e para as seis Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do DF. Com isso, o modelo passou a se chamar Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges).

 

Em 20 de fevereiro de 2019, foi publicado o decreto Nº 39.674, de 19 de fevereiro de 2019, com a regulamentação. As estruturas que fazem parte do Iges continuam 100% públicas, e fazem parte da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal.

 

Texto: Ailane Silva/IGESDF

Fotos: Lúcio Távora/IGESDF