Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/12/20 às 15h16 - Atualizado em 2/12/20 às 15h40

Inquérito epidemiológico da Covid-19 tem início em Ceilândia

COMPARTILHAR

Ao todo, 230 moradores da região serão testados até sexta-feira (4)

 

LEANDRO CIPRIANO

 

Primeira residência de Ceilândia a receber o inquérito epidemiológico – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

Os primeiros moradores de Ceilândia começaram a ser testados para Covid-19 nesta quarta-feira (2), durante o lançamento do inquérito epidemiológico para avaliar a circulação da doença no Distrito Federal. A ação iniciou-se pela QNP 5, onde o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, acompanhou a testagem da primeira moradora sorteada na ação.

 

Felizmente para Danielle Cristina da Silva, 36 anos, o resultado foi negativo para o novo coronavírus. “Graças a Deus deu tudo certo”, agradeceu a moradora. Ela também destacou a importância de a população manter os cuidados contra a doença e receber nas suas residências as equipes para fazer as testagens. “É muito interessante poder fazer esses testes na própria casa. Isso ajuda muito”, elogiou.

 

A previsão é que até sexta-feira (4) cerca de 230 pessoas sorteadas em Ceilândia sejam testadas pelas equipes de saúde, que vão atuar em parceria com os bombeiros e os profissionais do Serviço Social do Comércio (Sesc). O local foi escolhido para iniciar a ação por apresentar o maior número de casos confirmados da Covid-19. A partir de segunda-feira (7), o inquérito será feito nas demais 33 regiões administrativas, de forma simultânea.

 

Danielle foi a primeira cidadã a receber a testagem do inquérito epidemiológico – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

De acordo com o secretário de Saúde, os sorteios foram realizados com base nos endereços que declaram o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). Em cada residência, apenas um morador será sorteado. Somente maiores de 18 anos serão testados, sendo necessário preencher um termo de consentimento para participar do inquérito epidemiológico.

 

“Caso a pessoa não aceite fazer, vamos sortear outra na residência com mais de 18 anos para fazer a pesquisa. Caso ninguém da residência aceite, iremos na casa vizinha. Isso está na metodologia do inquérito, para conseguir uma pessoa referenciada no sorteio. Serão 230 sorteados em cada região administrativa”, informou Okumoto.

 

Para promover a ação, a Secretaria de Saúde contou com o apoio da Fecomércio, que fez a doação de 10 mil testes para serem usados nessa investigação. Foram solicitados 34 profissionais da Atenção Primária, 34 bombeiros e viaturas, além de mais 34 profissionais do Sesc. Tendo todos os pedidos de apoio atendidos, a previsão é de que o inquérito estenda-se até 20 de dezembro.

 

Osnei Okumoto explicou como irá funcionar a realização do inquérito – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

 

Os resultados serão compilados por região administrativa e divulgados para as autoridades do Governo do Distrito Federal (GDF). O objetivo é munir com informações as tomadas de decisões dos gestores. “Com os dados será feito o comparativo situacional epidemiológico do vírus. A partir disso, definem-se as estratégias e medidas de controle contra o vírus”, ressaltou o subsecretário de Vigilância em Saúde, Divino Valério.

 

Recomendações

 

A Secretaria de Saúde recomenda que caso alguém seja testado positivo para a doença, deve respeitar o isolamento de 14 dias. As 172 unidades básicas de saúde (UBSs) estão abertas para atender os pacientes que tenham sintomas da Covid-19. Em casos mais graves, como dificuldade respiratória, os enfermos serão transferidos para os hospitais.

 

“Caso a pessoa tenha dois dos sintomas ou sinais da doença, como dificuldade respiratória e febre por exemplo, poderá procurar uma UBS para fazer os testes sorológicos. Ao todo, 50 unidades básicas têm capacidade de fazê-los. Os testes foram muito elogiados e doados por BioManguinhos, pelo Ministério da Saúde”, informou Osnei Okumoto.

 

As 50 UBSs receberam cerca de 145,5 mil testes rápidos. Além deles, essas unidades também ganharam 50 microleitores – aparelhos que melhoram a visualização do teste rápido em caso de dúvida na interpretação do resultado. As UBSs também estão abastecidas com testes do tipo RT-PCR para detecção da Covid-19.

 

Veja mais fotos:

 

Inquérito epidemiológico da Covid-19 tem início em Ceilândia

Leia também...