Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/12/21 às 14h23 - Atualizado em 6/12/21 às 16h06

Laboratório Regional de Ceilândia amplia capacidade de processamento de exames

Unidade ganhou novos equipamentos para agilizar na obtenção de resultados diagnósticos

 

ADRIANA SILVA DA AGÊNCIA SAÚDE-DF | EDIÇÃO: JOHNNY BRAGA | REVISÃO: JULIANA SAMAPAIO

 

O Laboratório Regional de Ceilândia recebeu dois aparelhos de análises clínicas que vão otimizar o tempo gasto nas demandas por exames. “Atualmente realizamos cerca de 60 mil exames/mês. Esperamos duplicar esse quantitativo em breve, além de economizar em 30% de material pré-analítico (tubos, seringas, agulhas, etc) durante o processo de coleta”, explicou Emerson Valadares, farmacêutico bioquímico da unidade.

 

Exames são processados com maior agilidade e garantem celeridade na entrega dos resultados – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

A unidade recebe amostras de toda a Região de Saúde Oeste, que tem 28 unidades de saúde, e mais duas unidades de Samambaia e Taguatinga, que fazem parte da Região de Saúde Sudoeste. O laboratório divide espaço com a Unidade Básica de Saúde (UBS) 1 de Ceilândia e recebe pacientes gestantes que necessitam fazer o controle do diabetes e pacientes com uso de anticoagulantes orais e risco cirúrgico, além de outros que necessitam de atendimento rápido e humanizado.

 

“O banco de dados do Laboratório Central de Ceilândia pode ser acessado apenas com um clique no QR Code (imagem ao lado). Com esse acesso super-rápido o usuário tem acesso às informações de coleta, de transporte, de armazenamento de amostras, tudo isso em prol e benefício da população e dos servidores que trabalham conosco”, disse a diretora da unidade, Daniele Ribeiro.

 

Os novos aparelhos de análises clínicas foram comprados recentemente pela Secretaria de Saúde. Um deles realiza exames bioquímicos, como colesterol, glicose, sódio etc., e imunológicos, como fator reumatoide, PCR, IGG, IGA e outros. O outro equipamento que chegou para dar mais celeridade ao processo de análises é o BC6200, que realiza a contagem de células sanguíneas (hemograma completo).

 

A tecnologia é aliada no menor tempo resposta de exames solicitados na rede pública – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

“Nós estamos trabalhando em prol da qualidade dos resultados, estamos recebendo novos equipamentos com tecnologia de ponta para apresentar à população um resultado de qualidade. Estamos sempre buscando a excelência para melhor atendê-los. O Laboratório Regional de Ceilândia encontra-se à disposição de todos”, completou a diretora da unidade, Daniele Ribeiro.

 

Com a celeridade, ganham o paciente e a equipe de saúde que o atende com mais rapidez – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

A unidade também passou por adequações em algumas salas para receber os novos equipamentos, bem como revitalização dos boxes de coleta na entrada da unidade e a construção de dois novos banheiros na área externa para atender os usuários da unidade. Além dos setores de uroanálise (para amostras de urina), parasitologia, hematologia e microbiologia. No contexto da pandemia de covid-19, o Laboratório Regional de Ceilândia é responsável por retirar as amostras de RT-PCR e encaminhá-las para o Laboratório Central (Lacen).

 

GALERIA DE FOTOS:

 

Laboratório Regional de Ceilândia amplia capacidade de processamento de exames