Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/03/13 às 22h14 - Atualizado em 30/10/18 às 14h58

Mais 10 hospitais passam a integrar S.O.S Emergências

O secretário de saúde do Distrito Federal, Rafael Barbosa, participou nessa quinta-feira (07), pela manhã, da abertura do I Encontro dos Hospitais do Programa S.O.S Emergências, no Teatro Nacional. Durante o encontro, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciou a ampliação da ação estratégica em mais dez estados brasileiros e fez um balanço dos 12 hospitais que já integram o programa desde 2011, entre eles o Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF).

O S.O.S emergência tem o objetivo de qualificar a gestão e o acolhimento em grandes hospitais que atendem pelo SUS, reduzindo filas, o tempo de espera por atendimento e a taxa de ocupação em cada um dos hospitais que aderiram ao programa. No HBDF, com a implantação do S.O.S Emergência, foi criada há um ano a central de marcação de consultas, para acelerar o atendimento. A marcação de consulta foi centralizada em um só lugar, o que resultou no aumento de aproximadamente 12 mil novas ofertas de consultas em 25 das 37 especialidades ambulatoriais. O controle de consultas e exames pelo Sistema de Regulação do Ministério da Saúde (SISREG), também foi implementado na radiologia e mantido nas especialidades de cardiologia e oftalmologia.

Outra meta prevista no S.O.S emergência também foi atingida no HBDF, com a redução do tempo médio de permanência no pronto-socorro e o aumento da ocupação de leitos nas enfermarias. De acordo com o Ministério da Saúde, em pouco mais de um ano do programa – de novembro 2011 a janeiro deste ano – foram disponibilizados 1.189 novos leitos no 12 hospitais em todo Brasil que já aderiram ao programa, contribuindo para retirada de pacientes nas macas dos corredores, além de garantir a continuidade do tratamento dos que necessitam permanecer internados por mais tempo.

Além do DF, o programa já está presente em 12 hospitais, localizados em nove estados (GO, PA, PE, CE, BA, SP, BH, RJ e RS). Todos os hospitais selecionados são referências regionais, possuem pronto-socorro e realizam grande número de internações e atendimentos ambulatoriais. A iniciativa que integra a Rede Saúde Toda Hora vai alcançar, até 2014, os 40 maiores prontos-socorros brasileiros, abrangendo os 26 estados e o Distrito Federal. A estratégia tem como objetivo atuar de forma mais organizada e efetiva sobre a oferta da assistência nas grandes emergências do País.

No ano passado, R$ 150,4 milhões foram investidos nos 12 hospitais. Do total, R$ 35 milhões foram liberados para compra de novos equipamentos e R$ 23,4 milhões para reforma e ampliação dos prontos-socorros desses hospitais. Para a abertura e qualificação de novos leitos foram destinados R$ 50 milhões. Para custeio das unidades foram repassados R$ 42 milhões.

Desde a instalação do S.O.S. Emergências, cada um dos hospitais recebe R$ 3,6 milhões/ano para investir na assistência e R$ 3 milhões para reforma e compra de equipamentos, além do pagamento diferenciado dos leitos de retaguarda.

Nesta etapa, passam a integrar o programa as seguintes unidades hospitalares: Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena (PB), Hospital e Pronto Socorro João Paulo II (RO), Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (RN), Hospital Getúlio Vargas (PE), Hospital e PS Dr. João Lúcio Machado (AM), Hospital de Urgência de Teresina Professor Zenon Rocha (PI), Hospital do Trabalhador (PR), Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá (MT), Hospital Geral do Estado Dr. Osvaldo Brandão Vilela (AL), Hospital Governador João Alves Filho (SE).

Para garantir a execução desta etapa do programa, o Ministério da Saúde destinará este ano, R$ 30 milhões para os 10 novos hospitais – sendo R$ 3 milhões para cada um. O recurso servirá para a aquisição de novos equipamentos e reformas. Além desse investimento também serão liberados recursos para a implantação de videomonitoramento e habilitação de novos leitos de retaguarda e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), a serem definidos mediante apresentação de projetos.

O S.O.S Emergências funciona de forma articulada com os demais serviços de urgência e emergência que compõem a Rede Saúde Toda Hora como o SAMU, UPAs 24 horas, Salas de Estabilização, serviços da Atenção Básica e Melhor em Casa.