Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/11/21 às 19h15 - Atualizado em 23/11/21 às 19h30

Manual de Queimaduras orienta estudantes no atendimento de urgências e emergências

Em formato digital, o guia apresenta formas de tratar pacientes com os mais variados graus de queimaduras

 

ASCOM FEPECS | EDIÇÃO: JOHNNY BRAGA | REVISÃO: JULIANA SAMPAIO

 

Estudantes de medicina que fazem parte da Liga de Emergência e Trauma da Escola Superior de Ciências da Saúde (Escs) criaram o Manual de Queimaduras. A elaboração do material, que é voltado para estudantes e profissionais da assistência da área da saúde, contou com o apoio e orientação da Sociedade Brasileira de Queimadura (SBQ). Objetivo é orientar o público sobre as linhas de cuidados a serem prestados aos pacientes queimados.

 

O guia apresenta pontos que englobam desde a prevenção às sequelas após o acidente por queimaduras, passando pelo manejo pré e intra-hospitalar, aspectos nutricionais e complicações. Estima-se que, por ano, cerca de um milhão de pessoas são vítimas de acidentes por queimaduras no Brasil. De acordo com os dados do Ministério da Saúde e da SBQ, 77% dos casos acontecem em casa e em 40% com crianças de até 10 anos.

 

As queimaduras podem ser consideradas feridas traumáticas causadas, na maioria das vezes, por agentes térmicos, químicos, elétricos ou radioativos. Embora o paciente queimado seja tratado em unidades especializadas, as portas de entrada nos serviços de saúde ocorrem nas unidades básicas, de emergências ou em prontos-socorros.

 

O estudante de medicina e um dos autores do projeto, Derek Chaves Lopes, falou da importância de ter participado da criação do Manual de Queimaduras.

 

“O projeto apresenta grande importância, em diversos aspectos, principalmente para os estudantes autores, que tiveram a oportunidade de participar de um trabalho científico com ampla revisão de literatura e contato com especialistas da área. Para os leitores, um manual direto, mas abrangente, de fácil leitura e de acesso digital. Para as instituições envolvidas, a aproximação entre a Escs e a SBQ, com a possibilidade de futuros projetos”, destacou Derek Chaves Lopes.

 

A diretora da Escs, Marta Rocha, parabenizou a iniciativa dos estudantes envolvidos na criação do manual e destacou a qualidade do material.

 

“Os estudantes autores do projeto estão de parabéns. Foi uma iniciativa importante e necessária para a sociedade em geral. Com uma linguagem direta e clara, O manual oferece orientações sobre a assistência em situações de urgência e emergência para o tratamento a pacientes com os mais variados graus de queimaduras. Além disso, contou com a revisão cuidadosa de membros da Sociedade Brasileira de Queimaduras, validando o manual como um excelente instrumento de informação segura, centrado nas melhores evidências”, ressalta.

 

A Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS) é mantida pela Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (Fepecs). O Manual de Queimadura para Estudantes pode ser acessado aqui.