Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/11/13 às 19h58 - Atualizado em 30/10/18 às 15h09

Médicos cubanos iniciam treinamento nas unidades de saúde do DF

COMPARTILHAR

Profissionais são recebidos em 11 localidades

Os 34 profissionais do Programa Mais Médicos no Distrito Federal foram encaminhados, nesta segunda-feira (04), para as unidades de saúde, onde continuarão o treinamento iniciado na semana passada na sede da SES/DF.

Esta semana os médicos conhecerão a realidade nas Regionais de Saúde, conforme a lotação de cada um. O programa contribuirá para o fortalecimento da Atenção Primária à Saúde e ampliará a cobertura do programa Estratégia em Saúde da Família (ESF) no DF.

No total 11 regionais receberão médicos cubanos, que serão supervisionados pela Subsecretaria de Atenção Primária à Saúde (SAPS). Na última semana os especialistas foram orientados sobre a composição da Atenção Básica e Vigilância Epidemiológica. Também foram discutidos temas como Política Nacional de Atenção Básica (PNAB), a história da SES/DF, protocolos clínicos da criança, da mulher, do idoso, do hipertenso, asma, saúde mental, entre outros aspectos.

Marta de La Paz Lopez é cubana, tem 15 anos de profissão, já contribuiu com um programa similar na Venezuela e espera aprender muito mais aqui no Brasil. “Conhecer outras doenças e outro povo é muito interessante. Isso é crescimento e agregar conhecimento. Há doenças no Brasil que não tem em outros lugares, então é um aprendizado constante”, afirmou. Ela integra o time da Regional do Guará na Estrutural, juntamente com mais dois colegas, Guilherme Diaz e Jorge Alberto Medero, ambos cubanos e com experiências em outros países.

No Hospital Regional de Ceilândia, os médicos que se apresentaram conheceram o hospital acompanhados da coordenadora Lucimar Gonçalves. “Há uma excelente expectativa quanto à vinda desses profissionais, os quais darão novo ânimo às ações da Estratégia de Saúde da Família”, declarou.

Durante esta semana os médicos ficarão no HRC para conhecer o perfil epidemiológico de Ceilândia, os programa da Atenção Básica e Saúde da Família. Para quarta-feira (06) está prevista a visita à Unidade Móvel de Saúde da Mulher (Carreta da Mulher) no posto de saúde rural Boa Esperança, a partir das 8h. Na sexta-feira (08) haverá uma roda de conversa com gerentes dos centros de saúde e médicos da família que atuam na cidade.

A Regional de Saúde do Gama recebeu três médicas cubanas que trabalharão nos Centros de Saúde 02, 04 e 08. A médica Haydee Torres Montoja, que tem 21 anos de carreira e atua há 16 anos como médica da família, traz na bagagem a expectativa de melhorar os indicadores. “Quero melhorar a situação da comunidade que vou atender por meio das ações de prevenção e promoção à saúde. O primeiro passo é fazer o mapeamento da população, identificar os fatores de riscos e trabalhar com esses fatores”, informou a médica.

Em Samambaia três profissionais cubanos atuarão na Estratégia Saúde da Família (ESF) do Centro de Saúde nº 1. “A vinda deles é um prêmio para nossa comunidade. Hoje a Atenção Primária está sendo construída em outros moldes e com condições de melhorar muito os indicadores de saúde. Eles vão nos ajudar muito nesse sentido”, enfatizou o coordenador-geral de Saúde de Samambaia, Manoel Solange Fontes Teles, durante a recepção dos novos médicos. 

Com o reforço desses profissionais, o centro de saúde, que atende uma população estimada em 60 mil habitantes, passará a contar com 13 equipes completas de ESF, cada uma delas formada por um médico da família e comunidade, enfermeiro, técnico de enfermagem e agentes comunitários de saúde, com capacidade para atender em torno de 3.500 moradores cada uma. 

A diretora Regional de Atenção Primária à Saúde, Paula Garcia de Araújo, apresentou a estrutura da regional durante o acolhimento e enfatizou a importância desses novos médicos. “Antes, tínhamos 46 equipes, que não eram todas consistidas, sendo três da Estratégia de Agentes Comunitários de Saúde. Agora, todas terão médicos”, ressaltou. 

Para o gerente do Centro de Saúde nº 1, Adriceser Ávila, será um ganho para a unidade e para a população. “Eles vão acolher a população, atender os seus anseios, considerando que o objetivo principal é uma resposta positiva no atendimento à saúde da comunidade local”, informou. 

“Vamos fazer aqui o mesmo que fazemos em Cuba, com todo amor, e com o coração aberto para aprender e trazer para a população todo o nosso trabalho”, disse a médica cubana Gisel Hechavarria. 

Nesta semana, os médicos passarão por treinamentos e visitas às unidades da regional e, na próxima semana iniciarão trabalhos de territorialização na comunidade da área de abrangência do centro de saúde. 

Samambaia conta hoje com 46 equipes consistidas (completas) de Estratégia Saúde da Família, o que corresponde a quase 70 por cento de cobertura da população local, estimada em mais de 200 mil habitantes.

Profissionais do Mais Médicos também foram recebidos nas Regionais de Saúde do Recanto das Emas (2),  Santa Maria (1), São Sebastião (2), Planaltina (1), Sobradinho (2) e Taguatinga (3). Oito deles vão compor equipes já implantadas e 25 integrarão novas Equipes de Saúde da Família.

Érika Bragança/Iêda Oliveira