Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/10/19 às 15h10 - Atualizado em 22/10/19 às 15h10

Médicos da rede pública são homenageados na CLDF

COMPARTILHAR

Solenidade reconheceu a importância da categoria

 

Com o plenário e as galerias repletas, a Câmara Legislativa do Distrito Federal prestou homenagem, nesta segunda-feira (21), a diversos profissionais da Secretaria de Saúde pelo Dia do Médico, comemorado oficialmente no último dia 18.

 

Representando a categoria, bem como o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, e o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, a secretária-adjunta de Assistência à Saúde, Lucilene Florêncio, integrou a mesa, presidida pelo deputado Jorge Vianna. A composição contou, ainda, com a presença da deputada distrital e médica Arlete Sampaio, outros gestores da pasta, além de representantes de entidades médicas.

 

Segundo o Conselho Federal de Medicina, o DF conta com 15,5 mil médicos ativos. Desses, conforme levantamento da Subsecretaria de Gestão de Pessoas da secretaria, 5,2 mil atuam na rede pública. A expectativa, segundo a secretária-adjunta, é ampliar esse quantitativo e forçar as equipes a oferecer mais assistência à população.

 

“Tivemos, recentemente, o chamamento de 106 médicos de família, 80 médicos especialistas e estamos esperando que eles tomem posse. Queremos reforçar a mão de obra. Estamos doando a vida, 24 horas por dia, trabalhando dia e noite, para mudar essa realidade”, frisou a secretária adjunta.

 

DADOS – Categoria essencial à saúde, os médicos atuam em diversos níveis assistenciais da pasta. Na Atenção Primária, porta de acesso aos serviços da rede, atuam 505 profissionais de Medicina. Na Atenção Secundária, outros 562 exercem suas atividades. Na Atenção Hospitalar, quase 3,7 mil assistem a população.

 

A atividade médica surgiu há milhares de anos. Há relatos, inclusive, da realização de cirurgias na época do Egito Antigo. Mas, de acordo com estudos, foi na Grécia que a Medicina se desenvolveu.

 

Foi lá também que nasceu Hipócrates, considerado o Pai da Medicina. A data comemorativa de 18 de outubro foi escolhida em referência ao Dia de São Lucas, santo considerado o padroeiro da Medicina pela Igreja Católica.

 

Da Agência Saúde

Fotos: Breno Esaki/Saúde-DF