Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/03/13 às 21h48 - Atualizado em 30/10/18 às 14h58

Médicos do Senado são cedidos para a Saúde do DF

28 profissionais vão para o HBDF e Hran 

Acordo de cooperação técnica que viabiliza a permuta de 28 médicos para a Saúde do Distrito Federal (DF) foi assinado nessa quarta-feira (06) pelo governador, Agnelo Queiroz, e pelo presidente do Senado, Renan Calheiros. Médicos que trabalhavam no ambulatório do Senado em diversas especialidades, como clínicos, neurologistas, psiquiatras e cardiologistas, reforçarão o atendimento nos hospitais de Base e da Asa Norte.

De acordo com Agnelo, a medida vai beneficiar a população do DF. “São profissionais muito qualificados que, com certeza, irão melhorar a saúde pública na nossa região”, afirmou. Em contra partida, a Secretaria de Saúde (SES/DF) está cedendo o mesmo número de profissionais das áreas de gestão pública, informática, manutenção predial e planejamento estratégico para trabalharem no Senado. 

O salário dos médicos cedidos à Secretaria de Saúde continuará sendo pago pelo Senado, sem reduções, e o GDF pagará os vencimentos dos técnicos que ceder. A permuta não trará despesas extras para nenhuma das partes.

Segundo o presidente do Senado, esse acordo é uma medida importante que visa contribuir com o reforço no atendimento na capital do país, além de viabilizar uma economia nos gastos do órgão. Renan Calheiros também esclareceu que “todos os servidores do Senado têm plano de saúde, por tanto, o ambulatório médico era, na prática, uma redundância”.

A assinatura do termo faz parte de uma série de medidas administrativas anunciadas para modernizar o Senado, reduzir custos e dar mais transparência à instituição. Entre as reformas está a extinção do serviço médico do Senado, mantidas apenas as consultas de urgência.

Rafaela Marrocos