Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/10/15 às 17h13 - Atualizado em 30/10/18 às 15h13

Melhorias na Vigilância Ambiental de Zoonoses são discutidas

COMPARTILHAR

Vigilância à Saúde e comitê de política distrital para os animais se reuniram em torno da pauta

BRASÍLIA (22/10/15) – O subsecretário de Vigilância à Saúde, Tiago Coelho, recebeu, na terça-feira (20), na sede da SVS, representantes do Comitê Interinstitucional da Política Distrital para os Animais (CIPDA) para discutir propostas de melhoria da Vigilância Ambiental de Zoonoses.

No DF, a competência sobre este assunto fica a cargo da Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival), da Secretaria de Saúde, onde também fica localizado o canil público. Durante o encontro foram discutidas medidas de execução conjunta, a curto prazo, como o retorno do Castramóvel, serviço de castração gratuita de cães e gatos. Levantou-se, ainda, a proposta, a longo prazo, para a realização de concurso público para médicos veterinários, pois atualmente existe um déficit de profissionais nesta área no quadro da SES.

“É muito importante trabalhar em conjunto com os órgãos e entidades de proteção animal para alinharmos as estratégias e buscar melhorias. Eu pretendo participar diretamente dessas discussões e vou levar ao secretário de Saúde a proposta, a médio prazo, do concurso para médico veterinário. A política de Vigilância de Zoonoses atual precisa, a um curto prazo, de uma reestruturação e nós trabalharemos para que melhorias sejam colocadas em prática”, destacou o subsecretário.

Estiveram presentes na reunião o subsecretário de Áreas Protegidas, Cerrado e Direitos Animais, da Secretaria do Meio Ambiente, Rômulo Mello; a diretora da ONG ProAnima, Simone Lima; além de representantes do Instituto Brasília Ambiental (Ibram) e do Conselho Regional de Medicina Veterinária.

COMITÊ – Criado por meio de decreto, em 4 de maio, o Comitê Interinstitucional da Política Distrital para os Animais (CIPDA) tem caráter permanente e de natureza consultiva para assuntos ligados a políticas públicas de defesa e proteção. Presidido pela Secretaria do Meio Ambiente, é composto pelas secretarias de Saúde, por meio da Diretoria de Vigilância Ambiental; de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural; e de Educação. Também fazem parte do grupo o Instituto Brasília Ambiental, a Fundação Jardim Zoológico de Brasília, o Batalhão Ambiental da Polícia Militar, a Polícia Civil, a superintendência regional da Polícia Federal, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade e o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Distrito Federal.