Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/05/13 às 19h18 - Atualizado em 30/10/18 às 15h05

Mutirão de odontologia em Ceilândia

COMPARTILHAR

Pacientes farão tratamento à noite e aos sábados

A equipe de odontologia do Hospital Regional de Ceilândia (HRC) realiza mutirão de tratamento bucal básico para pacientes acima de 12 anos, que serão atendidos no período noturno e aos sábados, com o objetivo de reduzir a demanda nos centros de saúde.

Cerca de 750 pacientes foram triados pelos dentistas do HRC para fazer restaurações, extrações e limpeza. Seis profissionais e oito técnicos de higiene bucal atenderão de segunda à sexta-feira, das 18h às 22h e aos sábados, das 7h às 19h, no ambulatório do hospital. As consultas são agendadas previamente e a estimativa é de realizar 120 atendimentos por mês.

Segundo Risomar de Souza Alves, coordenador de odontologia em Ceilândia, “as unidades de atenção básica têm uma demanda muito grande para estes procedimentos e a Secretaria de Saúde decidiu realizar o mutirão para reduzir as filas”. As vagas foram distribuídas de acordo com o perfil epidemiológico de cada área da cidade. “Centros de saúde como 8, 9, 10 e 12 foram contemplados com mais horários, pois têm características especiais e abrangem os condomínios Por do Sol e Sol Nascente”, diz o coordenador.

“Os pacientes que tiverem problemas mais complexos, como necessidade de fazer um canal, por exemplo, serão encaminhados para o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO)”, relata Marcos Babosa Pains, chefe da unidade de odontologia do HRC. De acordo com ele, os usuários foram encaminhados pelas unidades básicas, que fizeram um levantamento das demandas.

O Serviço de Odontologia de Ceilândia é composto por dois Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs), emergências e saúde bucal na atenção básica.
Nos CEOs – Programa Brasil Sorridente – são realizadas cirurgias orais de pequeno porte, tratamento de endodontia (canal), de periodontia (gengiva), de disfunção de articulação temporomandibular (ATM), atendimento a pacientes especiais e exames radiológicos.

Na emergência são resolvidos casos de dor e extração, se necessário. Na atenção básica – centros de saúde e equipes da Estratégia Saúde da Família, são oferecidos consultas, profilaxia (aplicação de flúor) e tratamento a todas as faixas etárias.

Regina Célia