Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/12/21 às 15h39 - Atualizado em 18/12/21 às 15h44

Nosso Natal promove vacinação e segurança alimentar

Quem foi aos restaurantes comunitários teve a oportunidade de se vacinar contra a covid-19
HUMBERTO LEITE, DA AGÊNCIA SAÚDE-DF | EDIÇÃO: MARGARETH LOURENÇO
 
A iniciativa do Governo do Distrito Federal de promover almoços comemorativos nos 14 restaurantes comunitários foi também uma oportunidade para quem precisava colocar o cartão de vacina em dia. Na ação batizada de Nosso Natal, realizada, neste sábado (18), equipes estavam preparadas para aplicar a primeira dose, a segunda dose ou a dose de reforço dos imunizantes contra a covid-19. “É a Secretaria de Saúde aproximando a vacina das pessoas, e isso vai fazer com que a gente melhore cada vez mais a cobertura vacinal aqui no DF”, afirmou o secretário da pasta, general Manoel Pafiadache.  
 
A vacinação ao lado do restaurante comunitário de Samambaia foi o incentivo para a guardadora de carros Ana Cristina Santos, 42 anos, finalmente receber a primeira dose. “Eu estava com medo das reações, mas o medo da doença é maior. Então eu vim aqui e aproveitei que não tinha fila”, contou. Ela até poderia escolher entre os imunizantes da AstraZeneca ou da CoronaVac, mas preferiu receber a que ficou disponível mais rápido. “A que me proteger está boa”, assegurou.  
Secretário de Saúde acompanha vacinação no Restaurante Comunitário de Samambaia. – Foto: Sandro Araújo /Agência Saúde-DF
 
Secretarias e órgãos do DF se mobilizaram para aproveitar a programação especial dos restaurantes e levar à população outros serviços, que iam da educação de trânsito, promovida pelo Detran, ao atendimento das concessionárias de água e energia. “A política de segurança alimentar e nutricional não poderia ficar só, ela precisa estar integrada”, explicou a subsecretária de Segurança Alimentar da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes), Karla Lisboa.  
 
Foi o caso da adolescente Bruna Tozatti, 16 anos, que foi ao restaurante comunitário da Estrutural com a família e aproveitou para receber a segunda dose do imunizante da Pfizer. “É muito importante para os adolescentes se vacinarem. Querendo ou não, a gente é o público que mais sai de casa, que mais fica exposto”, opinou.  
Aos 16 anos, Bruna Tozzati ressaltou a importância da vacinação dos adolescentes. – Foto: Sandro Araújo /Agência Saúde-DF
 
E as tendas de vacinação atraíram até quem só aproveitou a facilidade de ter um ponto de vacinação mais acessível, perto de casa, numa manhã de sábado. Pai e filho, Uelton Gonçalves, 39 anos, e João Vinícius Gonçales, 13 anos, acabaram se vacinando juntos. “É unir o útil ao agradável. Muita gente não tem tempo na semana e ter essa vacinação no sábado ajuda. Eu trouxe ele para vacinar e descobri que eu já poderia tomar a dose reforço”, comemorou.
Pai e filho se vacinaram juntos no Restaurante Comunitário de Ceilândia. – Foto: Sandro Araújo /Agência Saúde-DF