Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/10/13 às 21h38 - Atualizado em 30/10/18 às 15h08

Nutrição do Guará orienta servidores sobre vida saudável

COMPARTILHAR

Alerta para cuidados para combater a obesidade


A equipe de Nutrição da Regional de Saúde do Guará ofereceu nesta quinta-feira (31), orientações sobre vida saudável e realizou testes de glicemia, aferição de pressão e de bioimpedância para os servidores. O objetivo da ação é despertar o servidor para sua realidade e para os hábitos de vida saudável. O trabalho de monitorização dos profissionais começou no ano passado e também é um projeto de pesquisa sobre o perfil nutricional dos servidores.

Para Rosemary Caldas, chefe do Núcleo de Nutrição Dietética (NND), o objetivo da ação é mostrar para o servidor que a alimentação pode interferir na saúde como um todo, principalmente em relação às doenças crônicas. “Uma boa alimentação é o caminho para evitar doenças crônicas não transmissíveis, obesidade, cardiopatias, diabetes, hipertensão, que matam muitas pessoas no nosso país. O nosso servidor precisa desse tipo de assistência e de forma segura. Não ficamos só na orientação. Com os testes, ele consegue ver realmente como está a sua saúde”, afirmou Rosemary.

Este ano foi implantado o encaminhamento e atendimento imediato do servidor que apresenta obesidade ou risco cardíaco para as unidades básicas de saúde. Foi feita uma parceria com a DIRAPS da Regional do Guará para que o profissional tenha o acompanhamento necessário à sua saúde. Dos profissionais que foram avaliados, por amostragem, segundo Caldas, percebe-se uma quantidade considerável de profissionais com sobrepeso e obesidade. “Isso é preocupante porque você começa a ter servidores “doentes” com a qualidade de vida comprometida e isso pode refletir no trabalho”, afirmou Caldas.

Além dos servidores com problema de peso, as equipes de Nutrição abordaram aqueles que estão bem, investindo em informação para que ele possa evitar esse quadro. Foram oferecidas orientações sobre Hipercolesterolemia, Hipertrigliceridemia, Diabetes, Hipertensão Arterial e Tabagismo, com a participação da psicologia. Com a pirâmide da alimentação, os servidores visualizaram a forma correta de se alimentar.

O teste mais disputado foi o de bioimpedância, exame que avalia com alta precisão e rapidez a composição corporal. Através de uma corrente elétrica imperceptível, é possível avaliar a massa gorda (% de Gordura e Gordura Corporal em Kg), massa magra (Músculos, Ossos e Vísceras) e água corporal total (Litros e % de Água na Massa Magra). O exame é feito no Hospital do Guará e todas as regionais de Saúde dispõem desse equipamento. Para realizar é necessário o encaminhamento do nutricionista. Em pesquisa realizada, o teste com a avaliação nutricional chega a custar a partir de R$ 100 em consultórios particulares.

Cleusa Cardoso, que trabalha no HRGU, após realizar o teste, achou o resultado péssimo, mas ficou feliz em saber da sua situação. “A partir da agora eu sei o quanto eu tenho de gordura e o tanto que eu preciso perder. Com as orientações que recebi e com os resultados dos exames, já vou começar a minha dieta e exercícios físicos. Até orientação para compra saudável eu recebi. Não tem mais desculpa”, afirmou.

Importância da Bioimpedância:
•Monitoramento do ganho ou perda de massa gordurosa
•Monitoramento do ganho ou perda de massa magra.
•Avaliação dos níveis de hidratação
•Avaliação do impacto da Atividade Física na composição corporal
•Avaliação da eficácia de tratamento dietético e/ou medicamentoso na perda da gordura corporal
•Avaliar a evolução nutricional de pacientes submetidos a Tratamento Cirúrgico para controle do peso corporal
•Avaliação do risco de desenvolvimento de doenças como diabetes e hipertensão devido ao excesso de gordura
Somente portadores de marca-passo e gestantes não podem realizar a BIOIMPEDANCIA

Érika Bragança

Leia também...