Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/07/16 às 18h38 - Atualizado em 30/10/18 às 15h15

SAMU participa de treinamento especial no Mané Garrincha

COMPARTILHAR

Foco foi socorro em caso de explosão de bomba de efeitos químicos durante Olímpiadas

BRASÍLIA (28/07/16) – O Serviço de Atendimento Móvel (SAMU) em conjunto com Forças Nacionais (Exército e Comissão Nacional de Energia Nuclear – CNEM) e outros órgãos de segurança do Distrito Federal (Bombeiros e Polícia Militar), realizaram nesta quinta-feira (28), um treinamento de socorro em caso de explosão de bomba de efeitos químicos no Estádio Mané Garrincha.

Brasília vai receber dez partidas de futebol, dos Jogos Olímpicos Rio 2016, que deverão acontecer entre os dias 4 e 13 de agosto. O Estádio Mané Garrincha tem capacidade para 72 mil pessoas.

Everson de Queiroz, técnico de enfermagem e responsável pela ação do SAMU, explicou que a simulação focou no atendimento aos torcedores que tenham sido atingidos por explosão de bomba que contenha agentes químicos ou radioativos. Nestes casos, a descontaminação será feita pelo Exército e Corpo de Bombeiros, só depois os feridos serão encaminhados as Unidades do Samu, que fará a transferência para os hospitais de referência: Base e Hospital Regional da Asa Norte – HRAN.

 “Esse exercício foi de suma importância, porque nós fizemos uma ação de interação junto as demais Forças. Assim, pudemos identificar qual será a atuação de cada equipe em caso de bomba química. Para o SAMU, a importância maior é saber onde a gente não pode atuar, que é no paciente contaminado”, esclarece.

O SAMU terá duas unidades básicas, cada uma com dois técnicos de enfermagem e um condutor, além de uma unidade avançada, de intervenção médica, na atuação de perímetro do estádio. Esta última contará com três profissionais: condutor, médico e enfermeiro.

Veja as fotos aqui