Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/02/14 às 11h28 - Atualizado em 30/10/18 às 15h10

Pacientes que precisam de alimentação especial recebem nutrição em casa

COMPARTILHAR

Em 2013 mais de 1.000 pessoas foram atendidas

Pacientes que precisam ser alimentados por sondas e alimentação especial podem receber a nutrição em casa gratuitamente pela SES/DF. Em 2013, 1.010 pessoas em todo o Distrito Federal foram atendidas pelo programa e a estimativa é que esse número aumente em 10%.

O programa procura atender pacientes que precisam de um tipo de alimentação especial com doenças especificadas em lei como: fibrose cística; epidermólise bolhosa congênita, erros inatos do metabolismo; síndromes disabsortivas (síndrome da má absorção), doenças renais crônicas com desnutrição; entre outros casos.

A Terapia Nutricional Enteral Domiciliar da Gerência de Nutrição busca melhorar ou manter o estado nutricional dos pacientes, com consequente impacto na qualidade de vida. O serviço oferece o equipamento, o alimento especial e o treinamento para a família e atende pacientes de todo o DF.

Para a paciente Maria Bernadete Silva, a alimentação que recebe é o que salva a sua vida. “Quando estava internada, precisei muito ser alimentada por sonda . E mesmo indo para casa, tenho a necessidade de continuar a alimentação , por questão de saúde. E isso é o que mantêm minha saúde controlada e a família despreocupada”, conta.

Segundo a nutricionista Silvia Aguiar, Chefe do Núcleo de Nutrição do HBDF, “a alimentação domiciliar enteral é de extrema importância na recuperação nutricional do paciente pois mesmo de alta, precisam da alimentação especial e devem continuar no uso até ficaram bem recuperados”, destaca.

Tempo
O tempo de duração do uso do alimento é indeterminado, depende da necessidade de cada paciente e é necessário avaliações periódicas de três em três meses pelo nutricionista e de seis e seis pelo médico.

Equipamento
O programa de alimentação domiciliar inclui o frasco (que é o alimento preparado); e o equipo (que é a sonda, podendo ser oral ou para sondas).

Requisitos
O nutricionista é quem prescreve a fórmula enteral mais adequada ao usuário, de acordo as doenças selecionadas pela Portaria nº 94 de maio de 2009 e emite o relatório. O paciente também deve ser avaliado pelo médico. E o Núcleo de Assistência Social da regionais também participa do processo.

Normatização
A Portaria que regulamenta as diretrizes da alimentação domiciliar é a nº 94 de 20/05/2009. A Gerência de Nutrição – GENUT/SAS/SES-DF está subordinada à Subsecretaria de Assistência à Saúde – SAS da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal – SE e busca a promoção, proteção e recuperação da saúde relacionadas à nutrição da população do Distrito federal, em todos os níveis de complexidade, de acordo com os princípios e diretrizes preconizados pelo SUS.

Por Alessandra Franco, da Agência Saúde DF
Atendimento à imprensa:
(61) 3348-2547/2539 e 9862-9226