Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/06/14 às 14h36 - Atualizado em 30/10/18 às 15h11

Planaltina faz testagem para HIV e sífilis

COMPARTILHAR

Serviço oferecido pela regional de saúde vai até 13 de junho

 

A Regional de Saúde de Planaltina oferece serviço de testagem para HIV e sífilis à toda a população da região administrativa, até 13 de junho. A ação ocorre nos cinco centros de saúde, nove postos rurais e três unidades básicas de família. O serviço visa alertar para a importância da prevenção das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DTS's) e captar pessoas infectadas. O Centro de Saúde n° 01 de Planaltina também oferece o teste para hepatites B e C.

Os testes são feitos a partir da coleta de uma pequena quantidade de sangue da ponta do dedo. O material é colocado em um dispositivo de testagem e o resultado sai minutos depois. Dependendo do diagnóstico, os encaminhamentos para os serviços de atendimento em doenças sexualmente transmissíveis já são feitos na hora.

Segundo a coordenadora de DST/AIDS/ Hepatite Virais de Planaltina, Ana Tenice de Aguiar, a iniciativa é uma Campanha em comemoração ao Dia dos Namorados. “Nesses dias, além do teste rápido, haverá distribuição de material educativo, preservativo, e os servidores estarão aconselhando e orientando sobre a prevenção”, disse.

Para participar da campanha e realizar os testes, basta comparecer nas unidades de saúde da região administrativa ou centro de saúde, das 8h às 17h.

A Aids é uma doença causada pelo vírus HIV e que é transmitida por meio da troca de secreções (sangue, esperma, secreção vaginal e leite materno) entre uma pessoa infectada e uma pessoa sadia, em situações como relações sexuais desprotegidas ou transfusões de sangue. Por isso, hábitos simples como o uso do preservativo durante o sexo e a utilização de seringas e agulhas descartáveis são a melhor forma para se proteger.

A sífilis pode ser transmitida de uma pessoa para outra durante o sexo sem camisinha com alguém infectado, por transfusão de sangue contaminado ou da mãe infectada para o bebê durante a gestação ou o parto. O uso da camisinha em todas as relações sexuais e o correto acompanhamento durante a gravidez são meios simples, confiáveis e baratos de se prevenir.

Tatiane Gomes

Leia também...