Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/09/13 às 18h58 - Atualizado em 30/10/18 às 15h06

Ponto Eletrônico entra em vigor em outubro na regional de Sobradinho

COMPARTILHAR

Servidores são treinados sobre novo controle de frequência


A partir de outubro os servidores da regional de saúde de Sobradinho poderão acessar a folha de ponto em tempo real e terão o controle das próprias frequências, em conjunto com as chefias e a direção, devido à implantação do ponto eletrônico, realizada gradativamente em toda rede pública de saúde.

Os testes para implantação do novo sistema de controle eletrônico de frequência serão iniciados no próximo mês nas regionais de saúde de Taguatinga, Samambaia, Recanto das Emas e Hospital São Vicente de Paulo (HSVP).

No Hospital de Sobradinho foram realizadas duas sensibilizações neste mês, para orientar os servidores quanto aos benefícios e funcionamento do novo sistema, sanar dúvidas além de realizar o cadastramento da digital dos 100 servidores, de um total de dois mil, que ainda não fizeram o registro.

Para o Coordenador Regional de Saúde de Sobradinho, Paulo Lisbão, a iniciativa é positiva, pois a mudança estimulará os servidores. “Primeiro, houve o cadastro de cada um, depois a primeira sensibilização e agora essa. É importante conduzir o processo por etapas e não deixar dúvidas. O ponto eletrônico valorizará os bons serviços prestados, o acesso às dependências do hospital se tornará mais seguro e o controle das frequências será feito pelos próprios servidores, em conjunto com as chefias e a direção”, destaca.

O ponto eletrônico na Secretaria de Saúde
Neste ano, mais de 11.500 servidores foram cadastrados. A Administração Central da SES foi o primeiro setor a utilizar o ponto eletrônico para registro de freqüência, em outubro de 2012. Em seguida vieram Hospital de Base (HBDF), Coordenação Geral de Saúde da Asa Norte – Hospital Regional da Asa Norte (Hran) e centros de saúde, Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB) e centros de saúde da Asa Sul, Subsecretaria de Vigilância Sanitária (SVS) e Laboratório Central (Lacen).

O controle eletrônico de freqüência está em fase de implantação nas regionais de saúde do Guará, Núcleo Bandeirante, Candangolândia e Riacho Fundo, Planaltina e Instituto de Saúde Mental (ISM). Em novembro será a vez dos servidores de Ceilândia e Brazlândia utilizarem a freqüência eletrônica e depois Paranoá, Gama, Santa Maria e São Sebastião.