Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/03/13 às 18h09 - Atualizado em 30/10/18 às 14h58

Primeira dose da vacina contra o HPV começa segunda

Meta é imunizar 64 mil estudante

Depois de dar o ponta pé inicial no CEF 01 da Estrutural, a vacinação contra o papiloma vírus (HPV) chega às demais escolas do Distrito Federal. A partir de segunda-feira (1º), meninas nascidas entre 2000 e 2002, matriculadas na rede pública e particular de ensino, serão contempladas com a primeira dose. A meta é imunizar cerca 64 mil estudantes até o dia 26 de abril. Mas para garantir a efetividade da vacina é necessária a aplicação das três doses, com intervalo de 60 e 180 dias após a primeira aplicação.

As meninas que fazem parte do grupo alvo da campanha só poderão ser vacinadas mediante apresentação do documento de identidade e do termo de autorização, assinado pelos pais e ou responsáveis. Os professores do DF foram treinados por técnicos da Secretaria de Saúde de DF para ajudar na vacinação e orientar da melhor forma as famílias sobre a importância da ação, que é pioneira no país.

A vacina disponibilizada pela SES protege contra quatro tipos do HPV (6, 11, 16 e 18). A doença é a principal causadora do câncer de colo do útero, que mata cerca de 90 mulheres por ano no DF. Por isso o objetivo da campanha é assegurar proteção antes do início da vida sexual, diminuindo as chances de uma futura infecção.

O calendário de vacinação foi elaborado de acordo com o período escolar, respeitando o período de férias. A segunda dose será aplicada de 3 a 28 de junho, e a terceira entre 30 de setembro e 1º de novembro. A partir de 2014, a imunização será exclusiva para meninas de 11 anos.

São Sebastião

A Regional de Saúde de São Sebastião elaborou um cronograma de vacinação, onde imunizará já na primeira semana mais de 2.000 meninas matriculadas na Regional de Ensino da cidade, que fazem parte do grupo alvo da campanha. A Escola São José dará início aos trabalhos, na segunda-feira (1º), a partir das 08h. Também haverá vacinação para cerca de 191 meninas que moram na Área Rural.


Hugo Mendes