Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/04/15 às 15h10 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Profissionais buscam melhorar atendimento a politraumatizados

COMPARTILHAR

Reuniões contam com a participação de profissionais do trauma e professores

BRASÍLIA (20/4/15) – Com o objetivo de melhorar o atendimento aos pacientes politraumatizados do Centro de Trauma, a equipe do Hospital de Base iniciou uma série de debates sobre os casos clínicos atendidos. Uma das discussões foi sobre a melhor forma de utilizar a escala de Coma de Glasgow – uma escala neurológica que permite medir e avaliar o nível de consciência de uma pessoa que sofreu traumatismo craniano.

 

A ideia é definir os protocolos que se adequam às condutas tomadas pela equipe do Trauma. A reunião conta com a participação de servidores do Centro de Trauma (enfermeiros, técnicos de enfermagem, médicos) e professoras da Universidade de Brasília (Unb).

 

“Nas reuniões buscamos fazer o relato das experiências realizadas nesses quatro anos de funcionamento do Centro de Trauma relacionados a mortalidade e morbidade dos pacientes para buscar melhorias no atendimento a pacientes”, destaca a enfermeira do Centro de Trauma, Sandra Monteiro.

 

O próximo encontro “Escalas de Avaliação Neurológicas – Como usamos e Porque usamos?” será realizado no dia 21 de maio com o intuito de levantar na literatura escalas de avaliação de trauma torácico, abdominal e craniano para decidir qual o melhor modelo a ser adaptado e utilizado no Trauma, além de compartilhar e definir a atuação do enfermeiro na avaliação do paciente.

 

 

Leia também...