Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/07/13 às 13h31 - Atualizado em 30/10/18 às 15h06

Programa do HRPL ajuda na recuperação de usuários de drogas

COMPARTILHAR

Internos do Centro de Reintegração desenvolvem atividades no CERPIS da regional de saúde de Planaltina

Um programa que ajuda na recuperação dos internos e na manutenção do canteiro de plantas medicinais é desenvolvido no Centro de Referência em Práticas Integrativas em Saúde (CERPIS), da regional de saúde Planaltina, em parceria com o Centro de Reintegração Deus Proverá.

O pastor Francisco Ramalho, diretor do centro de reintegração e integrante do Conselho de Politicas sobre Drogas do DF, informa que os internos trabalham no CERPIS duas vezes por semana. Eles cuidam dos canteiros de plantas medicinais utilizadas para tratamentos e distribuídas gratuitamente para a população, além de realizarem outros serviços, como o nivelamento do piso das tendas onde são realizadas as oficinas.

O gerente do CERPIS, Marcos Freire, ressalta que o trabalho dos internos é importante para a manutenção dos trabalhos prestados pelo Centro. “Graças à contribuição do centro de reintegração, foi possível manter a produção das plantas medicinais e o atendimento à comunidade”, disse.

Marcos complementa que eles também têm a oportunidade de aprender sobre as plantas medicinais e como utilizá-las, lidam com a terra e exercem uma função social que ajuda em sua reintegração. “E na medida do possível, o CERPIS presta atendimento aos internos, como oferecimento de práticas de Tai Chi Chuan, dentro do CRDP, inclusive com a formação de multiplicadores entre eles”, informa.

Benefícios – Para o interno José Alves de Souza, trabalhar no Cerpis é motivo de contentamento. “Adoro cuidar das plantas e aprendemos muito sobre os benefícios delas. Fico torcendo para que chegue logo o dia de trabalhar no centro”, disse.

O interno Valmir Pereira, internado há nove meses, também destaca a alegria de prestar serviço no centro. “Sair um pouco e manter contato com a natureza me traz muita paz”, afirma.

O serviço prestado pelos internos também gera contentamento entre os servidores, para a técnica de enfermagem, Rosângela Silva, que está sempre acompanhando o trabalho deles é gratificante. “É muito bom tê-los por perto nos ajudando”, finaliza.

Tatiane Gomes

 

Leia também...