Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/02/20 às 11h42 - Atualizado em 10/02/20 às 15h32

Programa de Cirurgia Plástica discute novo modelo de inspeção sanitária

A ação objetiva a promoção da educação sanitária

 

A Gerência de Risco em Serviços de Saúde (GRSS), da Subsecretaria de Vigilância à Saúde, realiza encontros mensais com o objetivo de promover ações de educação sanitária, voltadas para a redução dos riscos inerentes à assistência à saúde, bem como à promoção da segurança do paciente.

 

A 1ª Reunião do Programa de Cirurgia Plástica foi realizada no dia 04 de fevereiro. Esses encontros serão mensais e têm o objetivo de apresentar o novo modelo de inspeção previsto para o ano de 2020 nas clínicas de cirurgia plástica. O público-alvo são os profissionais e responsáveis por essas clínicas do Distrito Federal.

 

A demanda surgiu após o aumento significativo do número de eventos adversos relacionados a cirurgias plásticas, como infecções e erros de procedimentos. A Gerência de Risco assumiu o programa e trouxe uma proposta mais robusta, com vários olhares das frentes de trabalho da Vigilância Sanitária do DF.

 

“Nossa missão é reduzir drasticamente a chance de esses eventos adversos ocorrerem através da inspeção dos serviços para avaliação das boas práticas de funcionamento e da promoção da educação sanitária, estimulando as ações de melhoria”, destaca Fabiana Rodrigues, gerente de Risco em Serviços de Saúde.

 

A Segurança do Paciente é um componente essencial da qualidade do cuidado e tem adquirido, em todo o mundo, relevância cada vez maior para os pacientes e suas famílias, e para os gestores e profissionais de saúde no sentido de oferecer uma assistência segura.

 

“A Gerência de Risco executa ações referentes à prevenção e ao monitoramento de eventos adversos em serviços de saúde, visando a melhoria da qualidade assistencial e a segurança dos pacientes”, enfatiza Manoel Silva Neto, diretor da Vigilância Sanitária/DF.

 

Carolina Pedroza, da Agência Saúde

Fotos: Divulgação