Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/12/13 às 18h15 - Atualizado em 30/10/18 às 15h10

Programa de Vigilância em Violência do Bandeirante é ampliado

COMPARTILHAR

O Núcleo de Estudos e Programas na Atenção e Vigilância em Violência (NEPAV) da Secretaria de Saúde encerra o ano com cerca de 16 mil atendimentos em 2013 e a ampliação do serviço. Esse é o caso da região do Núcleo Bandeirante, que passa a contar com uma equipe maior.

Na regional, o atendimento passa a ser feito a partir da próxima semana numa sala mais ampla e melhores condições de privacidade para os pacientes, além de contar com o trabalho de uma assistente social, psicóloga e enfermeira. “Com a equipe ampliada é possível fazer uma intervenção terapêutica e um acompanhamento, inclusive psicossocial”, disse a coordenadora do Núcleo, Lucy Mary Stroher.

Para Lucy, o trabalho do NEPAV, que conta com 20 Programas de Atendimento à Violência (PAVs) nas diversas regiões do DF, cada um deles batizado com o nome de uma flor, é justamente quebrar o ciclo da violência e trabalhar os agravos causados por ela.

No Núcleo Bandeirante, regional que também engloba a Candangolândia, Riacho Fundo I e II e Park Way, o PAV é chamado de “Alfazema” e o encaminhamento poderá ser feito via UPA, Serviço de Pronto Atendimento, CRAS da Secretaria de Desenvolvimento Social, Delegacias e Tribunal de Justiça, além de outros órgãos de governo.

A notificação deverá ser feita por meio de um formulário específico a fim de dar condições para que as profissionais do PAV entrem em contato com o paciente ou sua família e iniciem o acompanhamento.

Poderão ser atendidos casos de suspeita ou confirmação de violência, em relação a crianças, adolescentes ou adultos.

Por Arielce Haine, da Agência Saúde DF
Atendimento à imprensa:
(61)3348-2547/2539 e 9862-9226

Leia também...