Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/03/14 às 17h46 - Atualizado em 30/10/18 às 15h10

Projetos para adolescentes aprimoram assistência na Regional Sul

COMPARTILHAR

Objetivo é identificar e valorizar as ações de saúde para a População

O Programa de Atenção Integral ao Adolescente (PRAIA) da Regional Sul criou projetos inovadores para o aprimoramento da assistência a saúde da população entre 10 a 19 anos. Ele foi escolhido para participar, nos dias 25 e 26 de março, de ação do governo que pesquisa práticas inovadoras na área da saúde pública.

O Laboratório sobre as Boas Práticas na Atenção de Adolescentes foi lançado em agosto de 2013, por meio de parceria entre o Ministério da Saúde (MS) e a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS-Brasil), com o objetivo de reunir, identificar e valorizar práticas inovadoras na atenção à saúde dessa população. Entre as 90 inscrições feitas por profissionais do SUS de todas as regiões do país, apenas 32 foram selecionadas para participar de oficina de trabalho para aprofundamento do tema.

Dentre os projetos desenvolvidos pela equipe que foram selecionados: a carta de serviços de saúde do Adolescente, uma cartilha que explica o fluxograma do atendimento aos servidores, criada com o objetivo de consolidar a rede de atenção para essa população, e o relato da experiência do envio sistemático de “artigos de saúde do adolescente” para capacitação continuada por meio de e-mails aos profissionais da assistência, coordenadores de programas de saúde, gerentes e gestores da Regional Sul.

Segundo a Coordenadora Geral de Saúde da Asa Sul, Roselle Bugarin Steenhouwer, o cuidado com o adolescente deve ser diferenciado e priorizado, pois nesta fase da vida, as mudanças são múltiplas e em ritmo acelerado, por vezes, incompreensíveis e de difícil acompanhamento e adaptação.
“O adolescente necessita de escuta qualificada e olhar diferenciado para que possa adquirir, construir e escolher as ferramentas apropriadas para enfrentar os desafios do viver”, explica a coordenadora.

Segundo o Coordenador do PRAIA da Regional Sul, Eduardo André Viana Alves, essa visão em criar um atendimento diferenciado para uma época tão critica foi a inspiração para o desenvolvimento dos projetos que surgiram para atender demanda de aperfeiçoamento e organização dos serviços oferecidos aos adolescentes.

“Participar e ser escolhido entre projetos de todo o Brasil retrata o reconhecimento do nosso trabalho. Fico feliz em poder ajudar outros estados a solucionar problemas semelhantes”, relata o coordenador do PRAIA da Regional Sul, Eduardo Alves.

Saiba mais:

A Regional Sul possui três centros de saúde, que atendem a população de adolescentes que necessitam de ações básicas, e um centro de referência em pesquisa, capacitação e atenção à saúde do adolescente e família de todo o Distrito Federal. O Adolescentro, localizado na 609 sul, oferece serviços de acompanhamentos clínicos e avaliação biopsicossocial, psicoterápico para adolescentes envolvidos em algum tipo de conflito, com dificuldades escolares, com distúrbios mentais leves, bem como aqueles que sofreram violência sexual, além de pré-natal para gestantes adolescentes.

Ana Luiza Greca da Cunha, da Agência Saúde DF
Atendimento à imprensa:
(61) 3348-2547/2539 e 9862-9226

Leia também...