Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/02/18 às 15h47 - Atualizado em 30/10/18 às 15h18

Pronto-socorro do Hospital de Santa Maria recebe 30 enfermeiros voluntários

COMPARTILHAR

Profissionais dobraram o número de colaboradores no setor

BRASÍLIA (23/2/18) – O prazer de ajudar o próximo e, ao mesmo tempo, ganhar experiência na profissão foi o que motivou o grupo de 30 enfermeiros voluntários que começaram a trabalhar neste mês no pronto-socorro do Hospital Regional de Santa Maria (HRSM).

Dividida por dia da semana e nos turnos matutino, vespertino e noturno, a equipe, composta de enfermeiros formados, mais que dobrou o número de profissionais de enfermagem no setor.

Gilberto da Silva Gomes, de 41 anos, teve os dedos da mão esquerda cortados por uma máquina em um acidente de trabalho. O comerciante precisa trocar os curativos uma vez ao dia e elogia o carinho e a atenção dos voluntários.

“Eles me tratam com muita calma e dedicação, poderia ter profissionais de outras áreas de atuação também”, avalia, ao contar que só descobriu que se tratava de voluntários depois de perguntar.

Os 30 profissionais foram selecionados depois que a coordenadora do voluntariado no hospital, Paloma Coelho, abriu um projeto no Portal do Voluntariado. Em duas semanas, 90 pessoas se inscreveram. “Mandei e-mail para os inscritos, pedi algumas informações e a inscrição no Coren [Conselho Regional de Enfermagem]”, conta Paloma.

Para participar da iniciativa, deve-se ter registro profissional. A atividade é em caráter espontâneo, sem remuneração e sem vínculo funcional ou empregatício. O voluntário decide o dia e o horário em que pode contribuir.

Depois de entregar os documentos, os candidatos passaram por uma capacitação de dois dias, em que aprenderam sobre o funcionamento do pronto-socorro. Sob supervisão, eles gerenciam os técnicos de enfermagem, fazem curativos e acompanham os pacientes.

baixa santa maria 2

PRÁTICA – Nattany de Paula Silva, de 22 anos, se formou no fim de 2017 e viu no voluntariado a oportunidade de colocar em prática o que aprendeu na faculdade. “Somos três beneficiados: eu, por ganhar experiência; o paciente, que tem um atendimento com mais tempo; e o hospital, porque os servidores ficam mais desafogados.”

O tempo de assistência ampliado é um dos principais benefícios para todos na visão da supervisora de enfermagem do pronto-socorro, Helena Alves Santana.

ADESÃO – No termo de adesão — com validade de um ano e prorrogável —, fica preestabelecido o que cada pessoa poderá fazer.

O serviço voluntário profissional na Saúde foi regulamentado por meio de portaria em novembro de 2016. Com isso, profissionais de diversos campos têm a chance de colaborar no atendimento à população. A oportunidade vale também para áreas não necessariamente ligadas à saúde, como engenharia e comunicação.

Quem quiser se candidatar pode se informar sobre possíveis vagas diretamente nos hospitais ou ver se há projetos abertos no Portal do Voluntariado.

São exigidos os seguintes documentos:

. carteira de identidade
. CPF
. diploma de conclusão de curso
. carteira de registro de profissional
. certidão criminal negativa
. certidão negativa do conselho de classe
. declaração que comprove não ser servidor ativo da Secretaria de Saúde

A rede pública de saúde conta hoje com 510 voluntários profissionais. O Hospital Regional de Santa Maria é a unidade com o maior número: 85, a maior parte (60), de enfermeiros. Além deles, há farmacêuticos, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos e técnicos de enfermagem.

Leia também...