Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/03/14 às 20h05 - Atualizado em 30/10/18 às 15h10

Prontuário Eletrônico atinge 90% da rede pública de saúde

COMPARTILHAR

A meta da Secretaria é chegar aos 100% até o final do ano

O Prontuário Eletrônico está implantado em 90% da rede pública de saúde do DF. Essa é uma ferramenta do Sistema Integrado de Saúde (SIS), projeto que começou em 2007, com o objetivo de permitir o acesso unificado e imediato do prontuário dos pacientes em qualquer unidade do Sistema Único de Saúde (SUS) do DF. Essa iniciativa foi adotada em 15 hospitais, quatro Unidades de Pronto Atendimento (UPAS), 44 centros de saúde, 63 Farmácias, 22 laboratórios com 60 postos de coleta. Até o final de 2014, a Secretaria de Saúde (SES) pretende alcançar os 100%.

No início da atual gestão, apenas três hospitais estavam informatizados. “Nos últimos três anos, houve um grande avanço na adoção do Prontuário Eletrônico e na infraestrutura de informática necessária para suportar esse projeto, como computadores, pontos de rede, internet e principalmente no Data Center da SES/DF”, comenta o subsecretário de Tecnologia da Informação em Saúde, José Carlos Esteves. Ele destaca que a Secretaria também investiu em treinamento para os profissionais de saúde e no suporte permanente aos usuários do SIS.

Como funciona
Atualmente, o SIS contabiliza 5.650.000 prontuários eletrônicos de pacientes do DF e do Entorno. As informações demográficas e clínicas ficam armazenadas. Exames laboratoriais e de radiologia, consultas, internações, cirurgia, vacinações, prescrições médicas, anotações da regulação de UTI, além dos comentários dos profissionais sobre o estado de saúde são visualizados no sistema. O SIS cria um registro completo do histórico clínico e cadastral de cada paciente, que pode ser acessado de forma segura na rede de comunicação da SES/DF ou pela Internet.

Esses dados ficam registrados eletronicamente, pois todo o sistema é online. “Dessa forma, médicos, enfermeiros e demais profissionais de saúde têm acesso em tempo real de qualquer unidade da SES/DF, o que proporciona grande mobilidade ao trabalho”, diz o subsecretário. Nos últimos 90 dias, 25 mil profissionais de saúde acessaram o Prontuário Eletrônico. “Apenas pessoas autorizadas entram nessa ferramenta, por meio de senhas com total segurança e rastreabilidade”, complementa.

Os pacientes têm acesso ao Portal de Exames que também está inserido no Projeto SIS. Quando ele realiza a coleta de amostras no laboratório da rede pública, ele recebe o nome de usuário e senha para consultar o histórico de resultados dos exames no endereço http://www.portaldeexames.saude.df.gov.br/lweb/login.csp.

Além da segurança, rapidez e melhoria no atendimento ao cidadão, o Prontuário Eletrônico possibilita a economia de recursos públicos. “Com a utilização do SIS é eliminado o uso de papel, gerando conforto ao cidadão, além de evitar a repetição de exames em caso de perda de resultados, procedimentos desnecessários e desperdício com medicamentos”, destaca o subsecretário.

Por Patrícia Kavamoto, da Agência Saúde DF
Atendimento à imprensa:
(61)3348-2547/2539 e 9862-9226

Leia também...