Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/10/21 às 11h26 - Atualizado em 5/10/21 às 11h26

Publicado resultado preliminar do processo seletivo para contratação temporária de mil agentes de saúde

Profissionais irão reforçar as equipes de Saúde da família e no combate ao mosquito Aedes aegypti

 

LÍVIA DAVANZO I EDIÇÃO: JOHNNY BRAGA I DA AGÊNCIA SAÚDE-DF

 

Foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal de segunda-feira (4) o resultado preliminar da análise curricular do processo seletivo simplificado para contratação temporária de mil agentes de saúde, sendo 500 Agentes Comunitário de Saúde (ACS) e 500 Agentes de Vigilância Ambiental em Saúde (AVAS).

 

Agente de Vigilância Ambiental – Foto: Geovana Albuquerque/Arquivo SES

O prazo para interposição de recurso será de três dias úteis, contados a partir das 9h do dia 5 de outubro até as 16h do dia 7 de outubro. Para a interposição do recurso, o candidato deverá acessar o site do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação e preencher o formulário próprio disponibilizado para o recurso. O envio do recurso deve ser feito de forma eletrônica.

 

Os contratados não terão direito ao recebimento de gratificações e auxílios que integram a remuneração dos servidores efetivos. Eles receberão apenas a remuneração básica, sendo R$ 1,7 mil para os agentes comunitários de saúde e R$ 2 mil para os agentes de vigilância ambiental. A jornada de trabalho para os dois cargos é de 40 horas semanais e o nível de escolaridade exigido para ambos é o ensino médio.

 

“A contratação dos mil agentes vai reforçar o trabalho de vigilância à saúde e no enfrentamento da pandemia, considerando que esses agentes têm em suas atribuições o trabalho de combate aos agentes biológicos e não biológicos, além de outras endemias”, pontua a subsecretária de Gestão de Pessoas, Silene Almeida.

 

Além disso, segundo ela, haverá um reforço substancial nas equipes de atenção primária que, atualmente, possuem um grande déficit de agentes comunitários de saúde, desfalcando muitas equipes. “Com a contratação dos novos agentes as equipes serão consistidas, acarretando até em aumento do repasse do Ministério da Saúde para a SES/DF no financiamento do programa”, explica.