Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/01/22 às 11h26 - Atualizado em 11/01/22 às 13h23

Que tal doar sangue? Estoque do Hemocentro segue em forte queda

Os primeiros dias de 2022 registraram média de 126 bolsas coletadas por dia – os piores dias até agora foram 2 e 3 de janeiro, com apenas 94 doações

 

AGÊNCIA BRASÍLIA

 

Com o aumento no número de infecções por covid-19 e por gripe, o movimento de doadores na Fundação Hemocentro de Brasília caiu sensivelmente na primeira semana do ano – a redução foi de 23% no período. Os primeiros dias de 2022 registraram média de 126 bolsas coletadas por dia – os piores dias até agora foram 2 e 3 de janeiro, com apenas 94 doações efetivadas. Ao longo de 2021, a média foi de 163 doações por dia.

 

Procure o Hemocentro e seja doador de sangue – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

A redução nas doações já impacta os estoques de sangue. Todos os grupos sanguíneos negativos e os tipos O e A positivo estão em níveis baixos ou críticos.

 

Caso as reservas continuem nessa situação por muitos dias, procedimentos de rotina e cirurgias eletivas podem ser adiadas ou até canceladas para que atendimentos de urgência sejam priorizados.

 

“Uma queda de mais de 20% não é esperada, mesmo sendo um mês de férias, em que as pessoas costumam sair de Brasília. Temos percebido que há doadores cancelando o agendamento da doação porque estão com gripe ou covid-19”, comenta a chefe da Subseção de Captação de Doadores do Hemocentro de Brasília, Kelly Barbi.

 

Além disso, a segunda semana de 2022 não dá sinais de melhora no movimento. Menos da metade das vagas para doadores de sangue são preenchidas desde segunda-feira (10). “A gente nunca sabe quem vai precisar amanhã. Também temos muitos pacientes que precisam de transfusões com frequência. Então, a mobilização da nossa sociedade neste momento é importantíssima para que as pessoas que precisam continuem sendo atendidas”, reforça Kelly.

 

Doe sangue

 

O agendamento da doação de sangue segue obrigatório, para não haver aglomerações, e deve ser feito pelo site agenda.df.gov.br. O Hemocentro de Brasília está localizado no Setor Médico Hospitalar Norte (início da W3 Norte), próximo ao Hran e a Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde e atende de segunda a sábado, das 7h15 às 18h.

 

Para doar sangue, é preciso ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 51 kg e estar saudável. Quem passou por cirurgia, exame endoscópico ou adoeceu recentemente, a recomendação é consultar o site do Hemocentro para saber se está apto.

 

Quem teve gripe deve aguardar 15 dias após o desaparecimento dos sintomas para poder doar sangue – para quem teve covid-19, são 30 dias. Já quem teve contato com pessoa diagnosticada ou com suspeita de covid-19 ou gripe deve esperar 14 dias para se candidatar à doação de sangue.

 

Com relação às vacinas, o tempo de impedimento é mais curto: a vacina contra gripe e a CoronaVac impedem a doação de sangue por dois dias após a dose. Já as vacinas Pfizer-BioNTech, AstraZeneca e Janssen impedem por sete dias após cada dose.

 

*Com informações do Hemocentro