Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/03/18 às 18h02 - Atualizado em 30/10/18 às 15h19

Região Centro-Sul inicia matriciamento em diabetes para equipes de saúde da família

COMPARTILHAR

Técnica permite compartilhamento de informações entre profissionais de saúde

 

BRASÍLIA (19/3/18) – Teve início, nesta segunda-feira (19), o matriciamento em diabetes para as equipes da Estratégia de Saúde da Família (ESF) na Região Centro-Sul de Saúde, que engloba Núcleo Bandeirante, Asa Sul, Guará, Lago Sul, Candangolândia, Parkway, Estrutural, Riacho Fundo I e II. A técnica viabiliza o compartilhamento de informações de forma interdisciplinar entre equipes de saúde, aperfeiçoando a qualidade do atendimento aos usuários.

 

As primeiras equipes da região a desenvolver o matriciamento são as que atuam no Núcleo Bandeirante. Elas começaram a atender, de forma multiprofissional, pacientes com diabetes. Esse acompanhamento deve se dar ao longo do ano, uma vez ao mês, até que elas estejam atualizadas a tratar da demanda específica.

 

O objetivo é proporcionar o atendimento multidisciplinar, elevar a resolutividade da atenção primária e qualificar os encaminhamentos aos especialistas, quando houver necessidade, proporcionando acesso e qualidade na prestação de serviços ao usuário do Sistema Único de Saúde (SUS). A iniciativa é uma parceria do Centro Especializado em Diabetes, Obesidade e Hipertensão (Cedoh) com a Diretoria de Atenção Primária (Diraps) da Região Centro-Sul.

 

Um médico especialista em endocrinologia do Cedoh atenderá os pacientes com diabetes de forma compartilhada com enfermeiros e médicos das Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Uma equipe de apoiadores técnicos da região, composta por médico, enfermeiro e nutricionista, também compõe o grupo para formação de matriciadores locais, na linha de cuidado do diabetes.

 

“Precisamos qualificar essas equipes para que elas estejam prontas para atender e acolher a demanda da atenção primária, que resolve 80% dos casos. A ideia é que todas as equipes da região estejam preparadas para atender os pacientes com diabetes”, disse a diretora de Atenção Primária da Região Centro-Sul, Cleunici Godois.

 

 

Leia também...