Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/07/19 às 18h16 - Atualizado em 30/07/19 às 18h33

Regiões de Saúde assinam acordo de gestão 2019

COMPARTILHAR

 

Instrumento busca melhorar a administração da rede e almeja a melhoria dos serviços

 

 

Foi assinado, nesta terça-feira (30), o Acordo de Gestão Regional de 2019 (AGR). O instrumento, firmado entre a Administração Central da Secretaria de Saúde e as sete regiões de saúde existentes no Distrito Federal, tem por objeto a contratualização entre as partes, de modo a estabelecer um modelo de gestão por resultados, com corresponsabilização de todos os envolvidos. Neste ano, a grande novidade foi a inclusão, pela primeira vez, das Unidades de Referência Distritais (URDs).

 

“A consolidação dos acordos representa um marco na política de saúde do Distrito Federal e para a gestão por resultados, uma vez que dará sequência ao trabalho realizado pelas regiões de saúde desde 2018, quando foi implantada a primeira versão do AGR, que visa ao planejamento das necessidades locais, eficiência à utilização de recursos, melhoria nos resultados assistenciais e transparência das informações”, destacou a diretora de Gestão Regionalizada, Mabelle Roque.

 

Desde 2016, a descentralização da gestão da saúde ocorre no Distrito Federal e vem permitindo às superintendências regionais trabalhar de forma integrada, porém com mais autonomia na gestão.

 

O acordo, assinado nesta terça-feira (30), tem vigência até o dia 31 de dezembro de 2019. Ele foi construído de forma ascendente, após discussões com as regiões de saúde e URDs sobre a redefinição das políticas, procedimentos e reorganização dos processos, definindo as principais diretrizes e traduzindo-as em metas por temática.

 

VISITA – A assinatura do acordo ocorreu no Hospital Materno Infantil de Brasília, uma das URDs do DF. Após o ato, os superintendentes regionais, acompanhados da secretária adjunta de Assistência à Saúde, Renata Rainha, e do subsecretário de Atenção Integral à Saúde Ricardo Ramos, visitaram a UTI Neonatal, emergência pediátrica, emergência obstétrica e ambulatório para conhecer a realidade daquele hospital.

 

ORGANIZAÇÃO – A rede pública de saúde no Distrito Federal se organiza em sete regiões de saúde. São elas:

Região de Saúde Central: Asa Norte, Lago Norte, Varjão, Cruzeiro, Sudoeste, Octogonal, Asa Sul, Lago Sul;

Região de Saúde Centro-Sul: Núcleo Bandeirante, Riacho Fundo I e II, Park Way, Candangolândia, Guará, Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), Setor Complementar de Indústria e Abastecimento (SCIA) e Estrutural;

Região de Saúde Norte: Planaltina, Sobradinho, Sobradinho II e Fercal;

Região de Saúde Sul: Gama e Santa Maria;

Região de Saúde Leste: Paranoá, Itapoã, Jardim Botânico e São Sebastião;

Região de Saúde Oeste: Ceilândia e Brazlândia;

Região de Saúde Sudoeste: Taguatinga, Vicente Pires, Águas Claras, Recanto das Emas e Samambaia;

 

 

Unidades de Referência Distritais que também assinaram o acordo:

 

Hospital de Apoio de Brasília

Hospital Materno Infantil

Hospital São Vicente de Paulo

Complexo Regulador do Distrito Federal

 

Da Agência Saúde

Fotos: Breno Esaki/Saúde-DF

 

Leia também...