Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/08/13 às 19h10 - Atualizado em 30/10/18 às 15h06

Regional do Guará conta com atendimento em Psicologia

COMPARTILHAR

Na semana em que se celebra o Dia do Psicólogo (27), a Regional de Saúde do Guará trabalha para implantar o Núcleo de Psicologia. Segundo Maroa Santiago, coordenadora da regional, assim como em outras áreas, vem batalhando para ampliar o serviço. “A proposta é sair do tradicional modelo privado focado no individual para o interdisciplinar e multidisciplinar com o objetivo de interferir positivamente nos indicadores de saúde”, afirmou.

O Núcleo terá o objetivo de uniformizar o serviço e trabalhar em equipe multiprofissional integrando suas ações com as demais especialidades, visando uma melhora quantitativa e qualitativa. Um dos grandes ganhos será a criação de ficha de triagem do paciente, onde será dispensado o encaminhamento de outra especialidade tornando assim, um contato mais rápido e próximo do paciente.

Para Luana Almeida, psicóloga do HRGU, esse trabalho irá melhorar a dinâmica do atendimento e acesso ao serviço. “Esse projeto não exclui o atendimento individual, mas queremos implantar outros métodos de trabalho como grupos terapêuticos, psicoeducativos e psicoterapia breve que também nos dá uma resposta muito boa e rápida. Claro que os casos serão avaliados e quem precisar de um atendimento individual, terá o devido encaminhamento”, declarou.

O serviço de psicologia da Regional de Saúde do Guará possui dez psicólogos, cinco lotados no Hospital Regional. Só no HRGU já foram realizados 880 atendimentos ambulatórias de crianças, adolescentes, adultos e idosos. Além disso, os profissionais atuam no atendimento domiciliar (NRAD), atendimento às vítimas de violências (PAV) e atendimento a pacientes internados. Fazem parte ainda o Centro de Progressão Penitenciária (CPP), localizado no SIA e o CAPs-Ad.

Os pacientes chegam ao serviço de psicologia por encaminhamento de profissionais da saúde, escola, órgão de proteção, pronto-socorro, serviço social e por demanda espontânea.

Érika Bragança

Leia também...