Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/01/12 às 16h16 - Atualizado em 30/10/18 às 14h57

Residentes de Sobradinho aprovados em exame nacional

Pelo segundo ano consecutivo, médicos residentes da Unidade de Ortopedia da Regional de Saúde de Sobradinho conseguem aprovação no exame nacional, que é promovido anualmente pela Sociedade Brasileira de Ortopedia (SBOT), em Campinas, São Paulo, para acadêmicos de Medicina que cursam o último ano na especialidade.  Os quatro residentes do HRS, André da Costa Veloso, Bruno do Nascimento Ohashi, Claudio Aurélio Nogueira dos Santos e José de Arimathéa Fleury Brandão, após a complementação dos estudos de especialização deverão atuar na Regional. 

Os residentes concorreram com 980 candidatos de todo o país, na primeira fase (prova de títulos) e na segunda, prova escrita e prática, com 680 candidatos. Os novos habilitados receberam o título de Especialistas em Ortopedia nos dias 13 e 14 de janeiro.

A Sociedade Brasileira de Ortopedia é das mais conceituadas entidades na área e o exame nacional é visto como um dos mais abrangentes de todas as especialidades médicas no Brasil. Além da exigência e do conhecimento apurado, as várias etapas do exame envolvem ainda habilidades cirúrgicas e trabalho científico de alto nível, apresentado pelos candidatos e que passa por detalhada avaliação acadêmica. 

A médica Joana D’Arc da Silva, Diretora Geral de Saúde do HRS ao tomar conhecimento do fato, 00011534comentou: “É um verdadeiro ‘ISO’ (selo que define qualidade de uma empresa) para nossa Regional. São frutos do esforço, do bom funcionamento dos serviços e do nível de ensino que oferecemos aos nossos residentes”. São 53 residentes de diferentes áreas e os internos da Faculdade de Saúde do DF, num total 533 acadêmicos, anualmente, divididos por etapas de acordo com o período e semestres cursados por cada um.

00011535O coordenador dos residentes da Unidade de Ortopedia do HRS, médico Ricardo Stival Fontoura, especialista em Ortopedia e Traumatologia fez sua residência médica em Sobradinho, em 1993.  Sobre os índices de aprovação, 100% que os alunos alcançaram em 2011 e agora, no corrente ano, ele afirma: “Esse bom resultado faz parte de um trabalho contínuo na formação do ensino e no tratamento de qualidade dispensado aos nossos usuários”.   

Antônio Caetano – SES/DF

Fotos: Sergio Pascoal – SES/DF