Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/01/12 às 17h47 - Atualizado em 30/10/18 às 14h57

Residentes em Ortopedia de Taguatinga são aprovados na SBOT

Profissionais do terceiro período de residência médica em Ortopedia do Hospital Regional de Taguatinga (HRT) foram aprovados nas provas de título de especialista da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT). O exame é considerado um dos mais rigorosos do país e reconhecido por entidades nacionais e internacionais como sendo muito bem organizado, complexo e justo.

Para receber o título de especialista da SBOT o residente passa por duas avaliações: a primeira fase é teórica com 100 questões, de caráter eliminatório. A segunda é realizada no mês de janeiro, na cidade de Campinas/SP, e é composta de provas oral, prática e de habilidades para avaliação da técnica operatória e destreza manual em procedimentos de ortopedia e traumatologia.

A residência em ortopedia e traumatologia do HRT existe desde meados da década de 1980 e a média de aprovação dos residentes de Taguatinga, nos exames da SBOT é de 98%, anualmente. “Este ano conseguimos 100% de aprovação”, comemora o chefe da Unidade de Ortopedia, Artur Viegas. “Isto demonstra a qualidade e o empenho dos residentes e dos preceptores na formação de novos profissionais”, complementa.

A aprovação dos residentes também foi comemorada pelo coordenador da residência em Ortopedia e Traumatologia do HRT, José Azevedo Neto, fundador do serviço em Taguatinga. “Toda a equipe tem se esforçado muito para manter a qualidade na formação dos residentes, desde o primeiro ano. São estudo de casos, apresentação de trabalhos científicos, atenção ao paciente, atendimento no ambulatório e no pronto socorro, além da realização de cirurgias. Temos um corpo clínico altamente capacitado e preparado para dar o suporte prático e teórico ao residente, isto faz do nosso serviço um dos melhores da rede”, garante Azevedo.

Na Regional de Saúde Taguatinga os serviço de ortopedia e traumatologia é reconhecido pelo Ministério da Saúde como de alta complexidade, por isso os pacientes de são atendidos no pronto socorro e nos ambulatórios de especialidades: pé, perna, joelho, quadril, coluna, ombro, cotovelo, mão, ortopedia infantil e pé torto infantil. Foram realizadas 527 cirurgias eletivas e 638 de emergência (dados de janeiro a novembro de 2011).

O título de especialista da SBOT tem validade de cinco anos. Os mais novos especialistas são Danilo Arruda Helou; Epitácio Pereira Marques Neto; José Palmiro da Silva Neto; Rodrigo Alexandre de Deus Domingues.

Regina Medeiros Ascom/CGST