Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/07/14 às 14h42 - Atualizado em 30/10/18 às 15h11

Samambaia redefine área de ação das Equipes da Atenção Primária

COMPARTILHAR

E faz levantamento da situação epidemiológica das famílias e suas vulnerabilidades

A Diretoria de Atenção Primária à Saúde de Samambaia (Diraps) está redefinindo o território de atuação das equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF) do Centro de Saúde n° 01, localizado na quadra 408 Área Especial. O trabalho tem o objetivo de adequar as equipes e planejar ações de saúde em conformidade com as características e necessidades da população assistida.

O processo de territorialização envolve o reconhecimento da área de abrangência da ESF, permitindo a inserção de novas ações naquela localidade, de acordo com as necessidades em saúde da população do território.

Além de analisar o território do Centro de Saúde n° 01, será realizado o levantamento da situação epidemiológica das famílias e suas vulnerabilidades, como por exemplo, tipo de moradia, saneamento básico, número de gestantes, crianças, idosos, hipertensos, diabéticos, entre outros.

“Nesse primeiro momento, estamos conhecendo o território de atuação dessas equipes, depois, vamos avaliar as fichas de cadastramento das famílias. Mas, é importante destacar que esse trabalho sempre será modificado, pois se trata de um território dinâmico”, informa o gerente de Gestão, Planejamento, Monitoramento e Avaliação da Diraps de Samambaia, Leonardo Guimarães Pinheiro.

O trabalho de territorialização na unidade contemplará aproximadamente 40 mil pessoas da área de abrangência da Estratégia Saúde da Família (ESF) da localidade, que compreende as quadras 202, 204, 206, 208, 210, 212, 402, 404, 406, 408, 410, 412, 414, 602, 604, 606, 608, 610, 612 e 614. O centro de saúde conta atualmente com 12 equipes da ESF atuando nesses locais, que são compostas por médico, enfermeiro, técnico de enfermagem e agentes comunitários de saúde.

Além da atuação das equipes nas áreas descritas, o atendimento da unidade – que engloba especialidades como ginecologia, pediatria, clínica médica, entre outras – ¬ compreende também outras áreas de referência, que são as quadras 301, 303, 305, 307, 309, 311, 313, 319, 416 e 616. Com isso, o centro de saúde oferece atenção à saúde a aproximadamente 65 mil pessoas.

“O trabalho de territorialização vem ao encontro da equidade, uma das diretrizes do SUS e sendo o território um espaço geográfico em constante mudança – de população, de equipamentos, entre outros – faz-se necessária essa permanente reconstrução”, enfatiza a coordenadora-geral de Saúde de Samambaia, Paula Garcia de Araújo.

A diretora de Atenção Primária à Saúde de Samambaia, Alexandra Gouveia de Oliveira Miranda Moura, também ressalta a importância desse processo. “Esse trabalho visa contemplar e reorganizar o número de pessoas cadastradas em uma equipe, com a finalidade de melhorar a qualidade da assistência prestada. Esse processo é muito dinâmico e necessita de várias atualizações. Essa, por exemplo, é uma fase de atualização”, informa.

Para o gerente do Centro de Saúde n° 01, Adriceser Ávila, o trabalho possibilitará atendimento mais adequado para a população. “Isso permitirá aperfeiçoar nossos recursos, sobretudo, recursos humanos, pois conseguiremos, por exemplo, manter uma média de três mil a 3.500 pessoas sendo assistidas por equipe e de até 750 pessoas por agente comunitário de saúde”, esclarece.

Esse trabalho já foi realizado no Centro de Saúde n° 03 de Samambaia e contemplará todas as unidades da atenção primária da região administrativa.

O trabalho

As equipes de Estratégia Saúde da Família efetuam a territorialização da área de abrangência, mapeando os determinantes de agravos à saúde, seguindo uma agenda de atividades de acordo com a demanda e propiciando o monitoramento da saúde em vários aspectos, como por exemplo, Rede Cegonha, saúde da criança, pré-natal, acompanhamento de doenças crônicas não transmissíveis, como do aparelho circulatório, respiratório, diabetes, hipertensão, saúde mental, entre outros.

As equipes prestam uma assistência conjunta, permanente e de qualidade nas áreas demarcadas, atuando para a promoção da saúde, mobilização da comunidade e para a prevenção e tratamento de doenças. A abordagem é multiprofissional visando à integralidade do cuidado.
O agente comunitário de saúde realiza o monitoramento das famílias nas residências, no mínimo, uma vez por mês. Quando detectadas situações que necessitem de assistência ou intervenção, ele aciona os demais profissionais da equipe. O técnico de enfermagem, o enfermeiro e o médico também realizam visitas às moradias de seu território.

Samambaia conta atualmente com 67% de cobertura em Saúde da Família, o que corresponde a 48 equipes da Estratégia Saúde da Família, sendo 15 delas com equipes de Saúde Bucal.

Iêda Oliveira, da Agência Saúde DF

Leia também...