Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/12/20 às 15h34 - Atualizado em 15/12/20 às 15h49

Samu recebe doação de 40 oxímetros de pulso

COMPARTILHAR

Equipamentos trarão eficácia nos serviços prestados à população do DF no local do atendimento

 

JOHNNY BRAGA

 

Oxímetros são aparelhos que que medem de modo indireto a quantidade de sangue que está sendo transportado no corpo – Foto: Divulgação/SES-DF

 

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) recebeu a doação de 40 oxímetros de pulso. Os aparelhos serão utilizados durante os atendimentos emergenciais, em todo o Distrito Federal, e trarão maior precisão dos parâmetros respiratórios dos pacientes que serão atendidos.

 

A distribuição começou na manhã desta terça-feira (15) e contemplará as 30 viaturas que estão em circulação, além do serviço aéreo e o núcleo de medicina do trabalho. De acordo com o Samu, as viaturas já contavam com esses aparelhos, porém não eram novos. Eles substituirão todos os antigos.

 

Segundo o diretor substituto do Samu, Rafael Rodrigues, “em meio à pandemia de Covid-19, os atendimentos de sintomáticos respiratórios aumentaram consideravelmente”. Ele explica que “o oxímetro de pulso é uma ferramenta imprescindível para as equipes bem como para o médico regulador promover sua conduta”.

 

Doação

 

Samu-DF recebeu oxímetros, capas protetoras e pilhas para utilização dos equipamentos – Foto: Divulgação/SES-DF

 

Os oxímetros foram doados à Secretaria de Saúde pela empresa Mazimus Serviços Especializados. Trata-se de equipamentos médicos que medem de modo indireto a quantidade de sangue que está sendo transportado no corpo. O monitor do aparelho exibe a porcentagem de hemoglobina arterial. Desse modo, o oxímetro de pulso é apropriado para o uso dos profissionais de saúde para medir a oxigenação em relação ao tempo e de forma precisa no próprio local de atendimento.

 

“O oxímetro de pulso é um aparelho relativamente simples, porém nos fornece dados de forma imediata como nível de oxigênio no sangue bem como frequência cardíaca”, destacou Rafael Rodrigues.

Leia também...