Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/11/13 às 18h10 - Atualizado em 30/10/18 às 15h09

Saúde capacita profissionais que lidam com produtos perigosos

COMPARTILHAR

Curso reúne técnicos das vigilâncias sanitária e ambiental, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros

A Secretaria de Saúde do DF, por meio da Gerência de Vigilância Ambiental de Fatores Não Biológicos (GEVANBIOL/DIVAL), realizou nesta terça-feira (26), no Senac (903 Sul), o primeiro dia do “Curso de Primeira Resposta a Acidentes com Produtos Perigosos (REPP)”, que continua até quinta-feira (28).

De acordo com a gerente de Vigilância de Fatores não Biológicos, Glauce Ideião, o objetivo do curso é proporcionar aos participantes o desenvolvimento das habilidades e técnicas necessárias para reconhecer a presença de produtos perigosos. “Eles estarão capacitados a identificar, avaliar e promover o atendimento inicial necessário de emergência com tais produtos no nível de primeira resposta (advertência, garantindo a segurança pessoal, de terceiros, de bens e do ambiente)”, afirmou.

A capacitação reúne representantes dos setores de emergência dos principais hospitais da rede pública, das vigilâncias sanitária, ambiental e epidemiológica, Defesa Civil do DF e Corpo de Bombeiros do DF.

O curso conta com 35 participantes da vigilância e assistência à saúde da SES-DF, Inframérica, Instituto Brasília Ambiental (IBRAM), Corpo de Bombeiros, Defesa Civil do DF, Ministério da Saúde e Ministério da Integração, em cooperação com o OFDA/US AID (Office of United State Foreign Disaster Assistance).

De acordo com a diretora de Vigilância Ambiental da SES/DF, Kênia Cristina, o curso é um preparativo para a Copa do Mundo de 2014. “Vamos demonstrar como deve ser o tratamento ao manusear produtos emergenciais químicos. O objetivo é treinar os nossos profissionais”, afirmou.

Método de ensino

Na capacitação é utilizado o Método de Ensino Interativo, que emprega técnicas didático-pedagógicas com moderna visão, desenvolvido através da Agência de Assistência aos Desastres no Exterior (OFDA), localizada nos Estados Unidos da América do Norte.

O evento conta com apoio do Ministério da Saúde e Ministério da Integração, com a finalidade de atender meta de capacitação prevista na Programação Anual de Saúde – 2013, e ainda considerando o Decreto n° 5.098/2004, que dispõe sobre a criação do Plano Nacional de Prevenção, Preparação e Resposta Rápida a Emergências Ambientais com Produtos Químicos Perigosos – P2R2, que prevê a atualização contínua de planejamento preventivo que evite a ocorrência de acidentes com produtos químicos perigosos.

Por Frederico Prado e Jozeías Nunes, da Agência Saúde DF
Atendimento à Imprensa
(61)3348-2547/2539 e 9862-9226