Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/01/17 às 11h00 - Atualizado em 30/10/18 às 15h16

Saúde conclui digitalização da radiologia e radioterapia

COMPARTILHAR

Ao todo, 76 equipamentos da rede foram incluídos na ação

BRASÍLIA (11/1/17) – A Secretaria de Saúde do Distrito Federal concluiu a digitalização de todos os serviços da rede referentes à radiologia e radioterapia. Ao todo, foram incluídos na ação 64 aparelhos de raio-X, 11 mamógrafos e dois equipamentos de radioterapia.

A ação moderniza a forma de atuação da Secretaria de Saúde e torna as imagens analógicas dos mamógrafos e aparelhos de raio-X em digitais. A transformação é feita a partir de dispositivos que garantem a aquisição da imagem digitalizada que, por Wi-Fi, são transferidas para um equipamento, onde os técnicos conseguem realizar modificações, como, por exemplo, brilho e contraste. Além disso, existe a possibilidade de exportar para outros locais ou armazenar no servidor.

De acordo com o coordenador de Radiologia, Marco Tsuno, os aparelhos já estão em pleno funcionamento desde novembro de 2016 e que a melhoria foi feita por meio de contrato regular, que assegura a garantia geral dos equipamentos por três anos e, para as baterias, por cinco anos.

“Além do fato da aquisição ter sido por meio de contrato regular, o pregão ainda gerou uma significativa economia, pois as propostas iniciais ao pregão estavam estimadas em R$ 27 milhões, porém, o contrato foi assinado ao custo de R$ 9 milhões”, esclarece Marco.

MELHORIAS – O coordenador de Radiologia destaca que, a partir da digitalização, os exames não precisam mais ser revelados com químicos, gerando, assim, redução do impacto ambiental no descarte desses materiais. “A ação também traz melhores condições de trabalho para os técnicos de radiologia porque não ficarão mais expostos a vapores químicos. Com isso, garantimos a redução do absenteísmo”, enfatiza.

A digitalização permite, além da maior qualidade no exame para a avaliação médica, o tráfego digital das imagens pela rede por meio da internet, o aumento da produção por não precisar revelar e mais economia com filmes radiológicos, devido uma única película poder receber vários exames.