Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/05/13 às 12h56 - Atualizado em 30/10/18 às 15h05

Saúde do DF prioriza atendimento de câncer

COMPARTILHAR

A Gerência de Câncer da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) vem desenvolvendo junto as Unidades Móvel de Saúde da Mulher por meio da Subsecretaria de Atenção Primária à Saúde o diagnóstico precoce de detecção do câncer de mama e do colo uterino.

No Distrito Federal o tratamento de câncer pode ser realizado na atenção básica, média ou alta complexidade. A investigação diagnósticada permeia todos os níveis de atenção.

Em 2012, a SES realizou 1.754 radioterapias e 3.397 pacientes foram atendidos na quimioterapia e 2.285 pacientes em hormonioterapia e cirurgias oconlógicas.  No mesmo ano, de alta complexidade foram 1.329 cirurgias. Nos primeiros meses de 2013 mais de 200 casos novos foram atendidos nos HBDF e HRT.

A gerente de Câncer da SES/DF, Maria Cristina Scandiuzzi, esclarece que após a confirmação do diagnóstico – na maioria dos casos envolve um diagnóstico histológico ou citológico – o doente, após avaliação médica, pode ser encaminhado para um dos tratamentos especializados: cirurgia, oncologia clínica, radioterapia e cuidados paliativos.

Segundo ela, atualmente a maior dificuldade da rede reside na realização de cirurgias como as de tumores de cabeça e pescoço cuja espera pode ultrapassar os 60 dias previstos na lei. Esta especialidade cirúrgica só é oferecida no Hospital de Base (HBDF). “Para se adequar ao prazo e suprir a demanda reprimida, a SES está contratando anestesistas e com o pleno funcionamento de todas as salas cirúrgicas, espera-se estar adquando ao prazo da lei nesta especialidade”, informa.

Para gerente, nas demais especialidades cirurgicas de câncer como de mama, próstata, cólon e reto, colo de útero, pulmão e esôfago, a SES em geral oferece tratamento em prazo médio de 30 dias.

O tratamento cirúrgico é oferecido nos hospitais: Base (HBDF), Universitário (HUB), Taguatinga (HRT), Sarah,  Hospital da Criança (HCB), Gama (HRG), Ceilândia (HRC), Asa Norte (Hran) e Sobradinho (HRS).

A radioterapia é oferecida nos HBDF, HUB e rede contratada: Santa Lúcia e Instituto de Radioterapia de Taguatinga.Estas consultas são reguladas pelo Sistema de Regulação.

Na oncologia clínica, a SES, disponibiliza tratamento quimioterapia no HBDF, HRT, HUB, Sarah  e Hospital da Criança de Brasília.

Os HBDF e HAB disponibilizam cuidados paliativos e as internações são realizadas exclusivamente no HAB.

De acordo com a gerente de Câncer os tumores em crianças não permitem espera e são atendidas imediatamente após suspeita do pediatra bem como as leucemias agudas do adulto e de determinados tipos de linfoma que tem o inicio de tratamento após confirmada,  em menos de 48 horas.

Desde abril deste ano, todas mulheres com lesões dectadas no exame de mamografia com suspeita de câncer, são encaminhadas a Gerêencia de Câncer. Essa mulher suspeita de câncer terá uma consulta com o mastologista, assim como, no exame papanicolau apresentar alteração, as consultas serão marcadas para tratamento com um ginecologista especializado.

“Estamos avançando na prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer. Quanto mais precoce for o diagnóstico e o tratamento maiores chances de vida. Vamos reduzir a mortalidade e a incapacidade que a doença pode trazer ao portador”, enfatiza a gerente de Câncer.

Júlio Duarte