Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/12/18 às 18h09 - Atualizado em 18/12/18 às 18h14

Saúde inspeciona produtos mais consumidos no fim de ano

Mais de 60 estabelecimentos foram inspecionados pela Vigilância Sanitária desde novembro

 

Para garantir a qualidade dos alimentos consumidos pelos brasilienses nesta época de festas, a Secretaria de Saúde, por meio da Vigilância Sanitária, iniciou uma força-tarefa para inspecionar as condições dos produtos. Até a próxima sexta-feira (21), supermercados, padarias, açougues, peixarias e serviços de buffet receberão a visita de servidores da pasta.

 

De 26 de novembro até o momento, 62 estabelecimentos foram inspecionados, sendo nove deles intimados e dois autuados. De 33 supermercados vistoriados, seis foram intimados, e um açougue e uma padaria foram autuados.

 

Segundo o gerente de Alimentos da Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde, André Godoy, nas inspeções foram encontrados desde vinho falsificado a panetones e carnes com problemas de rotulagem. A falta de boas práticas tem sido o problema mais recorrente, como estoques de alimentos cheios, mal armazenados, sem controle adequado de temperatura, além da ausência de informações obrigatórias nas embalagens, como prazo de validade.

 

Carnes com problemas no rótulo foram encontradas em inspeções da Vigilância Sanitária

 

Como os estabelecimentos aumentam o volume de produção e venda nessa época, sem planejamento, isso pode aumentar o risco à saúde do consumidor. Alguns desses lugares não possuem estrutura de cozinha, local de armazenamento, pessoal treinado e em número suficiente para o aumento do volume de produção e exposição à venda.

 

“Como os estabelecimentos aumentam o volume de produção nessa época, chamamos a atenção para as boas práticas de fabricação e armazenamento. O objetivo da blitz é a educação à população e a manutenção da qualidade do mercado de alimentos do DF”, afirma o gerente de Alimentos da Vigilância Sanitária, da Secretaria de Saúde, André Godoy.

 

Além disso, produtos como aves temperadas, cortes de suíno (lombo, pernil, paleta), castanhas de diversos tipos, panetones, bebidas populares e frutas secas estão sendo monitorados quanto à qualidade microbiológica, ao uso de aditivos e à presença de contaminantes. A Vigilância Sanitária tem feito coletas de amostras desses alimentos em todo o DF para levar ao Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), responsável pelas análises.

 

Amostras de alimentos inspecionados são mandados ao Lacen-DF para verificar a qualidade

 

DICAS – Confira alguns cuidados a serem observados pelo consumidor nos mercados:

 

– Não adquirir produtos de origem animal sem registro;

– As castanhas devem estar em locais secos e arejados, sem a presença de mofos;

– Observar se o local está limpo. No caso de um açougue, não ter carne pendurada pingando sangue sobre outro tipo de carne;

– Verificar se os congelados realmente estão congelados e se os produtos refrigerados estão em geladeiras;

– Verificar se os peixes estão submersos no gelo;

– Verificar se o bacalhau seco está protegido de insetos e não mudou de coloração;

– Verificar se as embalagens de carnes (aves, suínos, etc.) congeladas estão intactas, não desformes, sem acúmulos de gelo ou água visível. Isso pode significar produtos que foram descongelados e congelados novamente.

 

Leandro Cipriano, da Agência Saúde
Fotos: Breno Esaki/Saúde-DF

 

Saúde inspeciona produtos mais consumidos no fim de ano