Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/12/12 às 17h18 - Atualizado em 30/10/18 às 14h57

Saúde investe na infraestrutura da rede

17 centros e postos de saúde já foram reformados

Os dois últimos anos foram marcados pelo investimento pesado na recuperação e na ampliação da infraestrutura da rede pública de saúde do Distrito Federal. Praticamente todas as unidades da Secretaria de Saúde passaram, estão passando ou vão receber algum tipo de obra. “A recuperação física das unidades e a construção de novos serviços são parte importante do Plano de Recuperação da Saúde, lançado pelo governador Agnelo ao assumir o GDF”, ressalta o secretario de Saúde, Rafael Barbosa.

As obras incluem reforma e ampliação de centros e postos de saúde. Desses 17 já foram concluídos, quatro estão em obras e 37 em processo de licitação. Quinze hospitais da rede pública estão sendo reformados e foram entregues à população quatro Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) beneficiando as populações de Samambaia, Núcleo Bandeirante, Recanto das Emas e São Sebastião.

Também foram construídas seis clinicas da família para abrigar equipes da estratégia Saúde da família – outras cinco estão em fase de obras. Os centros de atendimento psicossocial (CAPs), da Rodoviária e da Ceilândia, estão sendo reformados e ampliados e outros três estão em construção. Outros destaques foram a entrega do Bloco do ambulatório do Hospital da Criança de Brasília, do bloco materno infantil Hospital Regional de Sobradinho e do bloco de internação do Hospital de Base. O Hospital do Gama recebeu uma nova Unidade de Terapia Intensiva e o Hospital de Base uma nova Central de Materiais Esterilizados.

Projetos em andamento

O ritmo de obras deve continuar acelerado em 2013 e 2014. Entre as obras previstas estão a construção de 10 UPAs, 31 clínicas da família, 40 CAPs, seis centros de Atenção Transitória e 15 residências terapêuticas. Esses três últimos visam ampliar e fortalecer a assistência aos dependentes químicos.

Ainda estão nos planos estratégicos da Secretaria de Saúde a construção do bloco de Neuro-Trauma do HBDF do novo Hospital do Gama, do Bloco II do Hospital da Criança, além da edificação de novas unidades materno infantil nos hospitais de Ceilândia, Taguatinga, Sobradinho e Brazlândia e de uma nova sede para o Centro de Orientação Psicopedagógico (Compp).

O HRC também deve ganhar um novo pronto socorro e o Hospital de Planaltina um banco de leite. Em Taguatinga será construído um Centro de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon) e um Centro de Diabetes. O Cacon do HBDF será ampliado e o Núcleo Bandeirante terá um Hospital de Crônicos. Outras obras previstas são a construção do Serviço de Verificação de Óbito (SVO), a implantação da Central de Laudos em Radiodiagnostico e a Usina de Exames Laboratoriais.

Celi Gomes