Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/08/19 às 16h12 - Atualizado em 21/08/19 às 16h54

Saúde procura melhorar estrutura dos núcleos de logística farmacêutica

COMPARTILHAR

Série de visitas para mapeamento dos problemas foi iniciada nesta quarta-feira

 

Uma equipe da subsecretaria de Logística da Secretaria de Saúde iniciou, nesta quarta-feira (21), uma série de visitas aos Núcleos de Logística Farmacêutica das regiões de saúde da rede pública do Distrito Federal. O objetivo é verificar a estrutura deste serviço, criado para gerenciar o fluxo de distribuição de medicamentos para Atenção primária.

 

A primeira visita foi ao núcleo da Região de Saúde Norte, localizado no Hospital Regional de Planaltina. “Por lá, a estrutura está boa, com quatro servidores e um farmacêutico. Mas eles têm dificuldade com um motorista que possa entregar os medicamentos”, explica a subsecretária de Logística, Mariana Mendes Rodrigues.

 

No período da tarde, a equipe seguiu para o Hospital Regional da Asa Norte (Hran) e para o núcleo da Região de Saúde Centro-Sul, localizado na Unidade Básica de Saúde do Núcleo Bandeirante.

 

“Este último é o que encontra-se melhor organizado entre os locais já visitados. Possui espaço físico próprio, com uma área útil que aparentemente atende a demanda atual do núcleo. Atualmente, eles atendem 11 UBS com potencial de ampliação para 18. Ao todo, seis servidores atuam no núcleo”, observa o assessor da Sulog, Anderson Nobre.

 

Os núcleos estão na estrutura organizacional da secretaria desde 2018. “Nossas visitas pretendem mapear o que falta em cada um deles e criar um modelo de estrutura para que funcionem”, detalha Mariana Mendes. Segundo a subsecretária, o ideal é que todos os núcleos tenham servidores para fazer a separação dos pedidos, um farmacêutico para dispensar os medicamentos e carro com motorista para levar os pedidos às unidades básicas de saúde das regiões. “Hoje, os núcleos não conseguem entregar para todas as UBS e elas entram na programação da Farmácia Central, o que acaba sobrecarregando o serviço. Por isso, estamos com essa ação para organizar”, comenta.

 

Na próxima semana, outras regiões de saúde devem ser visitadas, mas ainda não há data programada.

 

 

Alline Martins, da Agência Saúde

Foto: Mariana Raphael/Saúde-DF

Leia também...