Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/06/13 às 19h50 - Atualizado em 30/10/18 às 15h06

Saúde reforça estrutura de atendimento para abertura da Copa das Confederações

COMPARTILHAR

Hospitais públicos e particulares e o SAMU estão preparados para emergências

Foto: Renato Araújo

O Governo do Distrito Federal montou uma estrutura especial de atendimento à saúde para os torcedores que irão ao Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha e à Esplanada dos Ministérios, na abertura da Copa das Confederações da FIFA 2013, neste sábado, 15.

Todas as ações serão monitoradas pelo recém-inaugurado Centro Integrado das Ações de Saúde (CIAS) no Lacen, na 601 Norte. De lá serão tomadas decisões emergenciais durante o evento esportivo e cultural.

Para agilizar o atendimento em caso de necessidade, a rede pública de saúde contará com quatro hospitais próximos ao estádio que ficarão de prontidão para atendimento em situações de emergência: Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), Hospital de Base, Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB) e o Hospital Universitário de Brasília (HUB). O Hospital das Forças Armadas (HFA) será destinado ao atendimento das autoridades.

Quem tiver plano de saúde poderá optar pelo Hospital Santa Helena, unidade particular de referência, localizada no final da Asa Norte. Outras duas unidades da rede privada foram credenciados pela Fifa para o caso de necessidade: O Hospital Home, que fica na 613 Sul, e o Santa Lúcia, na 716 Sul.

Equipes do Samu

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) permanecerá na área externa do estádio durante o jogo e na Esplanada dos Ministérios, onde haverá shows e telões para quem quiser acompanhar a partida. A assistência médica contará com dez ambulâncias, dez motolâncias, além de três postos médicos avançados – um no estádio e dois na Esplanada –, com um total de 140 profissionais de saúde, além de voluntários da Cruz Vermelha.

“Estamos escalando equipes e ambulâncias extras para o dia do jogo. Nenhum profissional ou veículo será tirado do serviço de assistência à população para atuar no evento”, destaca o gerente do Samu-DF, Rodrigo Caselli Belém.

Estarão de prontidão nos dois locais, duas Unidades de Suporte Avançado (USA) compostas de médico, enfermeiro e técnico de enfermagem, oito Unidades de Suporte Básico (USB) com enfermeiro e técnico de enfermagem, além de dez motolâncias, pilotadas por técnicos de enfermagem. Também vão integrar as equipes dois veículos de intervenção médica, semelhantes às USAs, mas que não fazem transporte de pacientes.

Regulação móvel

Durante o jogo de sábado, o Samu vai utilizar um posto móvel de regulação – um veículo adaptado que abriga a equipe responsável pela coordenação de todo o atendimento de saúde na área externa do Estádio Nacional Mané Garrincha e nos eventos paralelos programados.

“A unidade móvel é similar à Central de Regulação da SES. Esta estrutura é um acréscimo aos nossos serviços e foi concebida para não prejudicar o atendimento de rotina realizado pelo Samu”, diz a chefe de Enfermagem do serviço, Fernanda Carneiro.

O posto móvel é informatizado e tem um sistema de rádio para garantir a comunicação entre todas as equipes designadas para trabalhar no evento. A unidade, que ficará estacionada na parte externa do estádio durante os jogos, é formada por uma equipe com médico regulador, rádio operador e enfermeiro.

De acordo com o subsecretário de Gestão Participativa da Secretaria de Saúde, José Bonifácio Carreira Alvim, casos graves como os neurocirúrgicos, traumas e infartos serão encaminhados ao Hospital de Base (HBDF). Os hospitais da Asa Norte (Hran) e Universitário (HUB) receberão as emergências em clínica médica. Já o Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib) atenderá os casos de emergência envolvendo crianças.

O Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha foi inaugurado no dia 18 de maio, na final do Campeonato Brasiliense entre Brasiliense e Brasília e também recebeu uma partida do Brasileirão/2013 entre Flamengo e Santos, no último dia 26.