Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/05/16 às 20h10 - Atualizado em 30/10/18 às 15h14

Saúde se mobiliza contra o abuso sexual de crianças e adolescentes

COMPARTILHAR

Data é comemorada nacionalmente no dia 18 de maio e terá ampla programação

BRASÍLIA (16/05/16) – O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, comemorado no dia 18 de maio, completa 16 anos. Instituído pela Lei Federal 9.970/00, a Secretaria de Saúde, por intermédio dos Programas de Pesquisa, Assistência e Vigilância da Violência (PAV) realizará diversas ações na semana em várias regiões do Distrito Federal.

Algumas atividades começarão no dia 17 de maio com término previsto para o dia 20 do mês corrente. Na Região Centro Norte ocorrerá a mobilização dos usuários dos serviços de saúde e profissionais da região através do Núcleo de Prevenção e Assistência às Situações de Violência (Nupav) da região, PAV Margarida e PAV Jasmin.

Nesses locais serão afixadas flores amarelas nas portas de entrada do Hran, Centros de Saúde, do Centro de Atenção Psicossocial Infantil, CAPSadi e do COMPP. As margaridas serão confeccionadas com balões amarelos – símbolo do enfrentamento à violência sexual infantil e juvenil. Também serão fixados cartazes e folders nos serviços de saúde.

Na região Sudeste, estão marcadas ações de mobilização na própria data com a participação dos usuários dos serviços de saúde e profissionais que atuam no Hospital Regional de Taguatinga, por meio da blitz da notificação, que terá como objetivo informar o cidadão sobre o assunto. Além disso, está marcada uma caminhada pelas ruas de Samambaia.

Com o lema “Proteja Nossas Crianças”, a região Norte fará uma blitz educativa no Hospital Regional de Sobradinho, na Upa de Sobradinho II, na Estratégia Saúde da Família da Fercal. Nesses locais haverá a distribuição de balão e/ou pirulito para as crianças; distribuição de panfletos e fala da assistente social voltada para os pais/ responsáveis.

Também será realizada a sensibilização dos profissionais de saúde para a identificação de sinais de violência contra a criança e notificação dos casos; caracterização do ambiente e distribuição de panfletos. Em Planaltina, creches, escolas públicas e sociedade realizará caminhada de mobilização quanto ao combate e exploração sexual de crianças e adolescentes.

Leia também...