Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/01/22 às 22h52 - Atualizado em 17/01/22 às 11h41

Secretaria de Saúde divulga plano de mobilização de leitos para a covid-19

Plano de sete fases prevê até 217 leitos de UTI

 

HUMBERTO LEITE, DA AGÊNCIA SAÚDE-DF | EDIÇÃO: MARGARETH LOURENÇO | REVISÃO: JULIANA SAMPAIO

 

A Secretaria de Saúde apresentou, na tarde desta sexta-feira (14 , o plano de mobilização de leitos para o enfrentamento da pandemia de covid-19. Serão sete fases de mobilização, a serem ativadas de acordo com o aumento da demanda.

 

A primeira foi ativada hoje e já disponibiliza dez leitos de UTI no Hospital Regional de Samambaia. Outros dez leitos serão abertos na quarta-feira (19). Se necessário, serão ofertados até 217 leitos de UTI na rede pública, além de 133 contratados na rede privada.

 

Coletiva de imprensa no auditório da Secretaria de Saúde – Foto: Sandro Araújo/Agência Saúde-DF

“Esse plano vinha sendo preparado pelos nossos técnicos para que, em momento nenhum a gente tivesse dificuldades”, afirmou o secretário de Saúde, general Manoel Pafiadache. Presente na coletiva, o governador em exercício, Paco Britto, destacou também a importância de a população se atentar às medidas de prevenção, como o uso de máscaras, a manutenção do distanciamento social e da etiqueta respiratória.

 

De acordo com o secretário-adjunto de Assistência à Saúde da SES-DF, Fernando Erick Damasceno, o plano possibilitará o atendimento aos pacientes com covid-19 sem haver a descontinuidade da prestação de outros serviços. “Temos um sistema de saúde preparado para o cenário que está por vir”, reforçou.

 

A segunda fase da mobilização de leitos de UTI envolve 10 unidades do Hospital Regional de Ceilândia. A terceira fase contempla oito leitos do Hospital Regional de Sobradinho. A quarta fase prevê 20 leitos do Hospital Regional do Gama. A fase cinco poderá disponibilizar 20 leitos do Hospital Regional da Asa Norte e a fase seis, até 40 letos do Hospital Regional de Santa Maria. Se necessário, a fase sete deverá ser acionada, com o uso de 60 leitos do Hospital da Polícia Militar.

 

Na rede privada, a Secretaria de Saúde contratou 40 vagas de UTI no Hospital Daher, 19 no Hospital Domed, nove do Hospital Santa Marta, 25 do Hospital Home, 20 do Hospital São Mateus e 10 do Hospital São Francisco. Há também cinco leitos de UTI neonatal no Hospital Santa Marta e cinco no Hospital São Francisco.

 

Em termos de Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) poderão ser até mais 50 leitos adicionais, em três fases de mobilização. Já na enfermaria para covid-19 podem ser disponibilizadas 60 vagas no Hospital Acoplado de Ceilândia (fase 1), 30 no Hospital Acoplado de Sobradinho (fase 2), 40 no Hospital da Cidade do Sol (fase 3) e 20 contratados no Hospital da Polícia Militar (fase 4).