Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/12/15 às 15h45 - Atualizado em 30/10/18 às 15h14

Secretaria de Saúde esclarece falta de medicamentos para cardíacos

COMPARTILHAR

O estoque do Dobutamina está prestes a ser regularizado

BRASÍLIA (29/12/15) – O estoque do medicamento Dobutamina, utilizado em pacientes críticos com quadro de insuficiência cardíaca, deve ser regularizado no início de janeiro. O processo de compra está em fase de finalização. A demora na reposição do item aconteceu por falta de matéria-prima para a produção do mesmo.

Outro medicamento com estoque em baixa, também utilizado por quem tem problema cardíaco, o Milrinona, ainda não pode ser resolvido por falta de interesse do fornecedor, que não apresenta proposta, apesar das sucessivas tentativas de compra pela Secretaria de Saúde.

Enquanto o abastecimento não se regulariza, a pasta recomenda que as unidades de saúde façam remanejamento de estoques de Dobutamina e Milrinona para atender aos pacientes. O remanejamento de estoques é uma sistemática que contribui para o uso racional de medicamentos, evitando o desperdício.

Apesar da baixa no estoque, os pacientes não estão sendo prejudicados, já que ambos os medicamentos podem ser substituídos pela Dopamina, recomendada para uso controlado, como no caso de UTIs e Salas Vermelhas.

CATETER – Apesar de relatos sobre a falta de cateter na rede, o subsecretário de Atenção Integrada à Saúde, Robinson Parpinelli, afirma que a Secretaria de Saúde tem estoque para cinco meses.

Ao todo, há 937 unidades, sendo 740 na Farmácia Central, 50 no Hospital Regional de Taguatinga, outros 50 no Hospital da Asa Norte, 47 na unidade de Ceilândia e 20 no Gama.