Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/06/15 às 17h53 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Secretaria estuda firmar novo contrato com HUB

COMPARTILHAR

Proposta foi apresentada nesta sexta-feira (19) à equipe técnica da SES

BRASÍLIA (19/6/15) – Uma nova proposta de contrato de serviços foi apresentada e entregue pelos dirigentes do Hospital Universitário de Brasília (HUB), nesta sexta-feira (19), ao Secretário de Saúde João Batista de Sousa e sua equipe técnica. A ideia é oferecer uma nova carteira de atendimento que possui foco na linha de cuidado com o paciente, ou seja, que privilegia a cobertura integral dos usuários, ao invés de processos isolados como, por exemplo, realização de um exame.

“Hoje, a contratualização ocorre por procedimento individual. Isso torna o hospital isolado, se enquadrando apenas como um prestador de serviço para o SUS. Nossa proposta é promover a saúde e cobrir assistência de uma área territorial, inserindo os nossos alunos e propondo a estruturação da rede”, esclareceu o superintendente do HUB, Hevaldo Sampaio.

Segundo ele, a pretensão também é oferecer apoio à atenção primária da região leste, fortalecendo o atendimento os pacientes do Paranoá, Itapoã e São Sebastião. Além disso, determinados serviços que possuírem maior capacidade poderão ser ampliadas para se tornar referência para demais cidades do DF.

“Acoplado a isso, queremos uma inserção completa do ensino dos estudantes na assistência à saúde para assistir melhor os pacientes e formar profissionais mais preparados”, afirmou Hevaldo Sampaio, ao enfatizar que o hospital trabalhará em conjunto com a rede para aumentar a resolutividade dos problemas.

Em reposta, o secretário determinou a elaboração de um cronograma para discutir a proposta e para fazer uma visita ao HUB. “O plano de trabalho deste hospital foi construído por várias mãos e acredito que está bem pactuado, mas vamos avaliar as nossas reais necessidades para adequar a proposta e atender a rede”, afirmou.

O secretário de Saúde também lembrou da dificuldade que o DF enfrenta atualmente para prestação dos serviços públicos de saúde. “Estou muito preocupado, porque talvez o Distrito Federal não tenha profissionais formados o suficiente para supri essa demanda. Já nomeados 705 servidores, mas nosso déficit é em torno de 5 mil, além de demandas estruturais. Por isso, é importante discutirmos melhorias para a rede”, disse.

Para a subsecretária de Planejamento, Regulação, Avaliação e Controle (Suprac), Leila Gottems, ambas as entidades irão se beneficiar com a parceria, já que o formato se alinha ao fortalecimento das regiões de saúde, com foco no paciente.

“Nós avaliamos com muito bons olhos a sugestão. O Hospital Universitário de Brasília é um parceiro nato porque é uma instituição pública, que faz ensino, assistência e pesquisa, que é o que sonhamos para todos os hospitais da rede”, observou.

A previsão é que a próxima reunião entre a SES e o HUB ocorra na sede da pasta, em dia 3 de julho, após avaliação e mapeamento dos serviços equipe técnica, que também avaliará o documento entregue.

ESTRUTURA – A unidade passou por diversas melhorias para oferecer a nova proposta. Entre elas, houve a modernização do modelo de gestão de medicamentos, diversas reformas estruturais e aquisição de equipamentos, além da ampliação do número de leitos de 225 para 341, sendo que 239 estão operacionais e o restante aguarda a chegada de recursos humanos para entrar em funcionamento.

Houve, ainda, a estruturação do Núcleo Interno de Regulação e também a melhor gestão de filas que obedecem aos critérios de classificação de risco.

Na unidade, também há 14 salas de cirurgia e 1479 profissionais. Em 2014, foram realizadas 5.491 cirurgias e, de março de 2014 a março de 2015, foram 1,3 milhão de procedimentos ambulatoriais.

Leia também...