Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/08/21 às 15h54 - Atualizado em 31/08/21 às 16h49

Secretário faz visita técnica no hospital do Gama

Secretário general Pafiadache está visitando as unidades de saúde para identificar gargalos e melhorar os serviços

 

DA REDAÇÃO*

 

Visitas técnicas estão sendo realizadas pelo secretário de Saúde, general Pafiadache, nas unidades que compõem a rede pública de saude. Na manhã desta terça-feira (31), o chefe da pasta vistoriou as instalações do Hospital Regional do Gama (HRG). As visitas têm por objetivo identificar gargalos causados pela pandemia do novo coronavírus Sars-CoV-2 e montar estratégias para solucioná-los. Durante a inspeção, ele conheceu as dependências do local e conversou com o diretor do hospital, Guilherme Avelar, e com o superintendente substituto, Diego Fernandes.

 

Visita técnica ocorreu na manhã desta terça-feira (31) no HRG – Foto: Acácio Pinheiro/Agência Brasilia

“Estou conhecendo toda a rede de saúde pública. As vistorias são importantes porque sempre descobrimos coisas que podemos ajudar. Muitas das demandas daqui são as mesmas das de outros hospitais. Se conseguirmos solucionar os problemas desta unidade, também vamos favorecer outros locais”, avaliou o general Pafiadache.

 

Reformas estão sendo feitas em várias alas do hospital, como no pronto-socorro, no corredor da ortopedia, a sala da odontologia, banheiros, além do telhado, que foi impermeabilizado e uma escada construída para melhor acesso dos usuários. O próximo passo é reformar a sala vermelha. O objetivo é dobrar a capacidade de atendimento de pacientes em estado grave.

 

Ala em reforma no Hospital Regional do Gama – Foto: Divulgação/SES-DF

A secretária-.adjunta de Assistência à Saúde, Raquel Beviláqua, também acompanhou a visita e ressaltou a importância das reformas para a qualidade no atendimento dos pacientes. “A equipe da unidade vem acompanhando, diariamente, a melhora no cuidado dos usuários devido a adequação dos espaços. As salas de internação, por exemplo, foram recentemente reformadas”, reforçou.

 

“Já fomos aos hospitais da Asa Norte, Taguatinga e Base. Estamos avaliando desde a estrutura física até o abastecimento de insumos e recursos humanos – com foco nos centros cirúrgicos. Para dar celeridade aos procedimentos, publicamos um edital de abertura de mudança de especialidade para outros médicos que fossem anestesistas, fortalecendo a rede como um todo”, comenta a Raquel Beviláqua.

 

Números

 

O HRG faz parte da Região de Saúde Sul, que engloba Gama e Santa Maria. A unidade hospitalar ocupa uma área de 46.440 metros quadrados. Em 2020, o hospital do Gama fez 704.905 procedimentos hospitalares, entre eles 123.516 atendimentos na Emergência. Mesmo com a pandemia, o HRG – que possui 7 salas de cirurgias – fez quase 5 mil procedimentos, sendo a maioria de urgência. Do total de atendimentos na emergência, 30,6% foram a pacientes do Entorno.

 

*Com informações da Agência Brasília